Juliana de Lacerda Camargo: “Você é líder?”

Quando falamos sobre liderança, é sabido que existem diferentes modelos, ferramentas e habilidades que comumente são vistos

Curioso como as pessoas acham que a liderança é algo que se tem, ou não, e ponto final. E, para você avaliar se vale a pena seguir adiante nesse post, importante entender a premissa de que, na minha visão, líderes não nascem prontos; eles são desenvolvidos. Leia também: “As quatro fases da liderança”. 

Agora, com essa premissa em mente, sigamos em frente.

Quando falamos sobre liderança, é sabido que existem diferentes modelos, ferramentas e habilidades que comumente são vistos. Segundo Daniel Goleman, por exemplo, existem alguns diferentes estilos de liderança, tais como: Comando/Coercitivo, Visão/Autoritário, Afiliativo, Democrático, Modelador e Coach.

Em sua matéria para a Harvard Business Review em 2000, uma de suas menções foi: “Assim como um profissional de golfe escolhe o taco de acordo com a exigência da tacada, os líderes eficazes escolhem o estilo de acordo com a situação.”

Eu, particularmente, gosto de pensar em três principais estilos de liderança: o Consultor, o Mentor e o Coach. À medida que o líder amadurece, esses estilos vão se tornando cada vez mais complementares e harmônicos.

Agora, a despeito dos diferentes modelos, hipóteses e teorias, há uma questão fundamental a qualquer líder: saber resolver problemas. Se você parar para pensar, possivelmente achará que isso é óbvio… mas, se olhar mais profundamente, perceberá que, apesar de óbvio, há um comportamento muito comum naqueles que estão desenvolvendo sua liderança: o medo das coisas saírem diferente do que se quer – ou o que coloquialmente se diz por aí “deixar os pratos caírem”.

Há quase que um pânico quando a pessoa lida com um milhão de frentes, com aquela sensação sufocante de que todas as frentes têm de funcionar; todos os pratos têm de ser mantidos no ar, rodando… Mas… se líderes sabem resolver problemas… será que eles jamais deixam um prato cair? Ou será que eles sabem o que fazer quando um prato cai?

Pense no seu melhor modelo. Como ele lidava com esse tipo de situação? Será que ele nunca deixou pratos caírem, ou será que foi aquele que, quando o prato caiu, manteve a calma e resolveu o problema?

Seja você um líder em qualquer estágio ou modelo, saiba que esse ponto é crucial.

E agora, faça um teste sobre si mesmo? Como está sua liderança? E o que você pode começar a fazer de diferente para se desenvolver nesse aspecto?

Se precisar de ajuda, conte conosco!

É isso aí.


Gostou? Leia mais artigos aqui! 

Compartilhe
Leia mais de Juliana de Lacerda Camargo

Juliana de Lacerda Camargo: “A importância de ser importante”

Não só as coisas que um indivíduo faz tem valor, mas ele...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *