Mindelo, Cabo Verde: um lugar com a cara do Brasil

Paisagens lindas e uma população acolhedora. Confira como foi a passagem dos nossos colunistas Renato Matiolli e Sarah Moreira por Mindelo, Cabo Verde

Esse é um dos lugares mais parecidos com o Brasil em que já estivemos. Tem influências europeias e africanas, praias maravilhosas, mulheres bonitas, o povo ama música e são muito felizes. O lugar é meio sujo e desorganizado e, com tudo isso, a gente se sente em casa. Há alguns quilômetros da cidade de Mindelo tem uma praia do lado barlavento – onde entra mais vento na ilha –, chamada Salamansa. Os locais da praia são extremamente simpáticos, ótimos anfitriões, sempre a postos para ajudar ou bater um papo. Chegamos com a praia deserta e o cenário é simplesmente maravilhoso, com montanhas bem pertinho, água do mar mudando de verde para azul claro e azul escuro, até chegar do outro lado, na ilha de Santo Antão bem em frente. As condições para o kite são ótimas, com vento constante de uns 20 nós com ondas de um metro e umas séries maiores.

Cabo Verde realmente tem um cenário e praias incríveis, mas o ponto alto do país é certamente o povo. Nos sentimos várias vezes como se estivéssemos no Brasil, não só porque eles falam português, mas porque o jeito e maneira de ser é bem parecida com os nossos nordestinos. Daqui partimos para a nossa maior aventura até aqui, cruzar o Atlântico. Estimamos que serão entre 15 a 20 dias daqui até Barbados, no Caribe. Antes de partir, passamos pelo mercado local para abastecer nossa cozinha com frutas e verduras frescas, peixe e carne. Também aproveitamos para comer pela última vez o prato mais típico da ilha: a Cachupa. Uma delícia!

Compartilhe
Leia mais de Renato Matiolli e Sarah Moreira

Algarve, Portugal: novos amigos e novas histórias

Nosso plano era fica no Algarve por 10 dias mas como o...
Read More

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *