Renata Nunes: “Qual é a marca que os outros veem em você? Conheça o Personal Branding”

Muito além do tradicional Marketing Pessoal, o Personal Branding é o conceito que, em uma esfera pessoal, visa replicar os conceitos utilizados pelas grandes marcas ao se posicionarem no mercado

Muito além do tradicional Marketing Pessoal, o Personal Branding é o conceito que, em uma esfera pessoal, visa replicar os conceitos utilizados pelas grandes marcas ao se posicionarem no mercado.

Nós, seres humanos, estamos comunicando, validando e vendendo ideias o tempo todo, e possuir uma marca pessoal forte e alinhada com os seus propósitos deve ser levando muito a sério em um mundo cada vez mais conectado, em especial por profissionais autônomos ou de grande influência, os quais são suas próprias empresas ou as representam; e por aqueles que ainda estão procurando seu lugar ao sol no mercado de trabalho.

Hoje em dia é praticamente impossível desvincular nossos perfis virtuais do que somos na “vida real”. Tudo o que fazemos, voluntariamente ou não, torna-se rastreável de forma online, e nossas reputações, bem como de nossas empresas, pode estar seriamente em jogo caso não tenhamos cuidado com a maneira que nossas marcas pessoais são reconhecidas por nossos consumidores.

Curriculum Vitae vs Verdade Virtual

Nossas publicações em redes sociais – fique por dentro da maior polêmica do Facebook –, quando abertas ao público, validam quem somos pessoalmente, e nossos consumidores — aqueles para os quais estamos vendendo nossas ideias e posições— podem perceber valor agregado ou não, dependendo do que encontrarem.

Já não basta dizer quem você é. Os outros precisam de uma validação online naquilo que você diz ser.

Supondo que você seja um CEO de uma grande empresa, líder de uma comunidade ou fomentador de uma causa, certamente seus perfis virtuais estarão ao alcance dos seus clientes, acionistas e fiéis, os quais podem associar sua gestão, qualidade dos seus produtos, serviços ou a veracidade dos seus ideais com aquilo que você mostra nas redes sociais. Já se você está à procura de uma recolocação, talvez aquela foto com a galera, ou aquela no after da festa (você sabe muito bem de quais fotos estou falando… rs!) não peguem bem para os recrutadores, por melhor que seja o seu currículo.

Isto posto, um bom gerenciamento da marca que você imprime virtualmente é crucial para ampliar o valor percebido pelas pessoas.

  • Saiba com quem você está se comunicando.
  • Esteja alinhado com seus ideais.
  • Procure ser claro, evitando interpretações inadequadas.
  • Imagens falam mais do que mil palavras.

Como diz Ralph Waldo Emerson, filósofo americano, “o que você faz fala tão alto, que não consigo ouvir o que você está dizendo”. Ou seja, você é aquilo o que comunica. Assim sendo, você pode se comunicar como Coca-Cola ou como Guaraná Dolly. Isso só depende de você.

E aí? Qual é a marca que os outros veem em você?

Compartilhe
Escrito por
Leia mais de Renata Nunes

Renata Nunes: “10 apps para cumprir as promessas de ano novo”

Você é daqueles que sempre faz promessas e resoluções no final do...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *