Por Cintia Demori: “Que mundo você quer viver?”

Nossa leitora dá dicas de como você pode deixar os seus dias melhores

Eu comecei a escrever esse texto em São Paulo, e em decorrência de uma viagem terminei o texto no México. Por coincidência o assunto tem tudo a ver com o meu momento, pois o Mexicano até hoje foi o povo mais cordial, prestativo e de sorriso fácil que eu já conheci. Povo sofrido e lutador, mas sempre com riso no rosto. Quanta cordialidade! E que nos sirva de exemplo.

São com pequeninas coisas que podemos tornar nosso dia – e porque não nossa vida, melhor! Coisas tão simples que chegamos a nos esquecer. A partir de agora ao se levantar pela manhã, tomar seu banho e escolher seu traje para o trabalho lembre-se de carregar com você uma poção de “coisas que fazem bem” e espalhe pelo seu caminho. Você vai contagiar muita gente.

· Sorria mais. Isso abre portas, quebra o gelo, coloca o outro à vontade.

· Dê bom dia. Pra todos. Em todo lugar.

· Segure a porta do elevador – e todas as outras portas, se alguém estiver se aproximando. Alguns segundos não vão te atrasar e te tornam muito gentil.

· Bata na porta antes de entrar, seja na sua casa, no trabalho. Respeite a privacidade alheia.

· Peça licença: ao entrar, ao sair, ao passar perto de alguém. Pedir licença sempre é bem vindo.

· Ouça de verdade o que o outro fala. Se esforce. A gente fala muito e escuta pouco. É mais fácil falar que ser ouvido, porém menos educado. É muito elegante saber ouvir.

· Não interrompa as pessoas enquanto estiverem falando. Lembra-se do saber ouvir na linha acima?

· Elogie sempre que possível. Mas tem que ser com o coração. É mais fácil reclamar que falar coisas boas. Porquê? Não sei. Mude isso.

Não é só com clientes que devemos nos preocupar em ser gentis, mas com todos que nos cercam, clientes, amigos, familiares, desconhecidos também, porque não? Gentileza não é frescura, é educação.

Faz bem pra quem pratica. Faz bem pra quem recebe. Muda o seu dia, melhora o dia do outro. A correria do mundo e a falta de tempo não são desculpas pra que a gente não se preocupe um mínimo possível com o bem estar do próximo. E isso começa em casa. Você leva para o trabalho, seu filho leva para a escola. É uma corrente do bem.

Falta leveza e gentileza na nossa vida.

Em que mundo você quer viver?

Sempre dá pra tentar tornar o mundo um pouquinho melhor e deixar uma lembrança positiva naqueles que cruzam o nosso caminho. Pense nisso.

Compartilhe
Escrito por
Leia mais de Gabriela Ribeiro

9 modelos de portas diferentes para sua casa

A Pormade, maior fabricante de portas prontas ecológicas do Brasil, agora tem...
Read More

Deixe uma resposta