Um guia para inclusão

Idealizado por Bruno Mahfuz, app gratuito guiaderodas classifica a acessibilidade dos estabelecimentos

bi_mao_2

Descobrir um bom restaurante de massas da região ou encontrar o melhor hotel para se hospedar na sua próxima viagem são tarefas simples para qualquer pessoa que tenha um smartphone na mão. É que os aplicativos em que os próprios usuários avaliam produtos e serviços se popularizaram muito nos últimos tempos. Bruno Mahfuz notou, no entanto, que um importante nicho não estava sendo levado em conta em meio a essa era de avaliações colaborativas: o da acessibilidade. Foi quando criou o aplicativo guiaderodas. A ferramenta, que foi lançada em março e já chegou à marca de 7.000 downloads, classifica a acessibilidade, para pessoas com limitações, dos estabelecimentos pelo país – que são divididos nas seguintes categorias: restaurantes, hospedagem, vida noturna, diversão, compras e saúde. As avaliações são feitas pelos próprios usuários. Confira a entrevista:

Como surgiu a ideia e qual o objetivo do aplicativo?

O guiaderodas nasceu com base na minha experiência de cadeirante. Sofri um acidente em 2001 e, desde então, vivencio no meu dia a dia diversas dificuldades às quais as pessoas com mobilidade reduzida são submetidas. Nosso objetivo é reconhecer os estabelecimentos que primam pela acessibilidade e prover informação de qualidade para que milhões de pessoas possam ter uma vida mais autônoma e inclusiva. Acreditamos que, ao reconhecer os estabelecimentos acessíveis, vamos estimular os não acessíveis a se tornarem acessíveis.

Como o app funciona?

O app está disponível para Android e iOS e utiliza a base de dados do Foursquare. Com o recurso de localização (GPS), o usuário, com dificuldade de locomoção ou não, pode facilmente avaliar a acessibilidade funcional enquanto está no estabelecimento. A avaliação é bastante simplificada e leva em torno de 30 segundos.

E como está sendo a resposta do público? Eles estão aprovando, participando das avaliações?

O feedback tem sido muito positivo. As pessoas com dificuldade de locomoção permanente, ou mesmo mães com carrinho de bebê, têm adorado a iniciativa. Pessoas com idosos na família também aprovam e dizem que o app é de grande valia para escolher destinos mais apropriados. Pessoas sem nenhuma limitação estão sentindo prazer de poder ajudar. Recebi alguns feedbacks de pessoas agradecendo por poder tomar consciência de obstáculos que antes não notavam. Elas se sentem contentes por poder colaborar.

Compartilhe
Escrito por
Leia mais de Beatriz Bononi

6 dicas para deixar seu escritório iluminado

Procurando a iluminação ideal para seu home office? A Sodimac tem algumas...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *