Waltinho Nascimento: “O Brasil vai ganhar a Copa? Provavelmente não!”

Em vez de prever quem levantará a taça no dia 15 de Julho, escrevo tentando debater um pouco a volubilidade do torcedor e da mídia esportiva brasileira

Crédito: Lucas Figueiredo/CBF

Digo que provavelmente não venceremos a Copa me baseando simplesmente em números: trinta e um perdem, um ganha. É mais fácil perder do que ganhar. Eu sei, nem todas as 32 seleções que disputam a Copa da Rússia têm chances iguais de vencer a competição, mas minha premissa ainda é válida, tanto que o Brasil, quase sempre entre os favoritos, com grandes esquadrões, venceu 5 e perdeu 15.

Apareceram na mídia algumas notícias falando que a inteligência artificial do grupo financeiro Goldman Sachs, aponta que a Seleção Brasileira será a campeã. Para chegar ao resultado final, a companhia utilizou dados relacionados a desempenho individual de cada jogador e também à performance coletiva dos atletas, mas os números se baseiam apenas em competições que aconteceram de 2005 para cá. Fora que a Sachs esqueceu de contar com um fator primordial do futebol: a contingência do jogo.

Já disse na coluna “árbitro de vídeo”: futebol é um esporte onde a injustiça está presente a todo momento. Isso dificilmente mudará.

Mas a verdade é que escrevo essa coluna com outra intenção em vez de prever quem levantará a taça no dia 15 de Julho. Escrevo tentando debater um pouco a volubilidade do torcedor e da mídia esportiva brasileira.

Seleção x torcida

Óbvio que o empate contra a Suíça foi frustrante. Óbvio que Neymar jogou mal. Óbvio que liga um sinal de alerta, uma vez que a Copa é uma competição curta – sinal de alerta que eu já tinha ligado também na coluna “Que venha o Hexa” – mas daí a seleção receber uma avalanche de críticas pesadas, Neymar ser mais analisado pelo cabelo do que pela bola que jogou (ou deixou de jogar), já me parece exagero.

Não sou um cego defensor de Neymar, reconheço que certas posturas dele não ajudam na conquista do povo, mas às vezes parece que torcemos contra nosso maior craque do momento. Vocês sabiam que Neymar, aos 26 anos, é o terceiro maior artilheiro da história da seleção brasileira, só perdendo para Ronaldo – que ele deve passar – e Pelé?

Em caso de uma (provável) derrota na competição que resulte em eliminação, nós vamos bater impiedosamente no nosso Futebol, no Tite, no Neymar, praticamente da mesma forma que batemos em nossos políticos?

Calma! Eu amo futebol, mas vocês lembram do Nelson Rodrigues?

“Futebol é a coisa mais importante……entre as menos importantes.”

Ahhh. Meu palpite para o jogo desta sexta (22) é 3×0 Brasil. Três de Neymar!!!


Gostou? Leia mais artigos de Waltinho Nascimento aqui!

Compartilhe
Leia mais de Waltinho Nascimento

Waltinho Nascimento: “Wunderbar, Tite”

Faltando pouco menos de 80 dias para a Copa do Mundo, a...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *