4 empresas com iniciativas positivas em Alphaville

Acib, Alphaville Urbanismo, Cultura Inglesa e Solar Ville Garaude. O que essas empresas têm em comum? Elas apoiam boas ações. Confira

1. Associação Comercial e industrial de Barueri

Atividade com os assistidos pela Associação Cáritas, umas das ONGs apoiadas pela Acib
Atividade com os assistidos pela Associação Cáritas, uma das ONGs apoiadas pela Acib

Fundada em 1981, a Associação Comercial e Industrial de Barueri (ACIB) – organização que representa a classe empresarial do município – também tem o papel importante de levantar bandeiras e apoiar causas sociais da região. “É um compromisso institucional da ACIB incentivar o empresariado a incluir em seus objetivos o compromisso com a filantropia. Sabemos que o foco na parte humana e social é algo a ser priorizado cada vez mais nos negócios”, conta Rodrigo Martins, diretor comercial e de marketing. A Associação Proteger Kids é uma das ONGs que contam com o apoio da ACIB, com doação de mantimentos, produtos de limpeza e higiene, agasalhos e outras demandas pontuais. O projeto recebe crianças da comunidade do Vale do Sol, de Barueri, que não têm um lugar adequado para ficar enquanto seus pais trabalham. Outro trabalho que tem a ajuda da ACIB é a Associação Cáritas Nossa Senhora da Escada, que oferece abrigo para pessoas em situação de rua. A entidade também fica em Barueri e se mantém com doações feitas pelas empresas locais.

2. Alphaville Urbanismo

img_filosofia

Um ambiente tranquilo e gostoso de viver, no qual os vizinhos formem verdadeiras comunidades e promovam ações de desenvolvimento em conjunto, com relacionamentos pautados na convivência. Esse é o conceito da Alphaville Urbanismo, idealizado em 1973 pela construtora Albuquerque e Takaoka, que tinha o objetivo inicial de criar distritos para a instalação de empresas não poluentes. A preocupação com o desenvolvimento sustentável sempre foi um dos grandes pilares da corporação, e foi por isso que em 2000 a Fundação Alphaville foi criada – uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP). O resultado do projeto-piloto fez a Alphaville Urbanismo entender que era possível desmistificar o seu maior desafio: compreender a região onde o empreendimento seria implantado e oferecer uma oportunidade de desenvolvimento que ultrapassasse os seus limites físicos, com educação ambiental, capacitação profissional, organização de cooperativas, entre outros. “A parceria com a urbanizadora e mantenedora da instituição possibilita que a Fundação trabalhe diretamente e de forma personalizada com a comunidade local e no fortalecimento individual e social de todos os envolvidos”, conta Marcelo Willer, presidente da Alphaville Urbanismo. Além de promover o desenvolvimento de pessoas e territórios de forma integrada, a parceria traz benefícios a ambas as instituições. No total, mais de 400 mil pessoas no país já foram beneficiadas com os 218 projetos da Fundação.

3. Cultura Inglesa

2cf4914704350c6300d7df6995d3151f
Crianças da “Vida – Casa de Apoio”, em Cotia, têm aulas de inglês associadas a outras atividades como música e teatro

No mercado desde 1935, a Cultura Inglesa desenvolve uma série de ações sociais para disseminar o conhecimento da língua inglesa. Seus projetos buscam estimular a criatividade e o desenvolvimento de crianças e adolescentes de comunidades carentes, possibilitando melhores oportunidades de trabalho, maior inserção social e, consequentemente, uma melhor qualidade de vida. Em todas as ações sociais das quais participa, o foco da instituição é levar o acesso à educação, em especial ao ensino da língua inglesa, e dar a oportunidade também de participar de outras atividades que promovem o contato com o idioma, como, teatro, dança, coral e musicais. Alguns dos programas educacionais e culturais apoiados pela Cultura Inglesa no estado de São Paulo são Vida – Casa de Apoio, em Cotia; ACER (Associação de Apoio à Criança em Risco), em Diadema; Creche Baronesa, de Limeira; e Rugby para Todos, em Paraisópolis. Além de todas essas ações, a instituição tem diversas iniciativas para os professores da rede pública, que podem cursar o idioma ou participar de cursos de capacitação totalmente gratuitos. Os participantes têm acesso ao e-Campus da Cultura Inglesa e a todos os recursos que ele oferece. A ação já beneficiou mais de 7.000 professores diretamente e 3,3 milhões de alunos de forma indireta.

4. Solar Ville Garaude

Existe uma carência grande na área do idoso, e ela não é somente financeira. De uma maneira geral, a sociedade se planeja mal para sua velhice, e a conta acaba chegando de um jeito muito duro”, explica Pedro Garaude, diretor do hotel-residência particular Solar Ville Garaude e diretor financeiro voluntário do Grupo Vida Brasil, entidade sem fins lucrativos que presta serviços gratuitos em Barueri às pessoas com idade igual ou superior a 60 anos. A ligação entre os dois lugares vem desde a fundação de ambos. A irmã de Pedro, a médica geriatra Sandra Garaude Greven, foi quem inaugurou o hotel para idosos em Alphaville, ao mesmo tempo em que também contribuía diretamente com o desenho inicial do atendimento de saúde do Grupo Vida. Por lá, foi médica responsável e escreveu um capítulo do livro da entidade, chamado “Um olhar para o idoso”. Dezoito anos depois, a sede da ONG fica em uma das salas do Solar Ville, e as reuniões de diretoria acontecem ali. E tem mais: essa parceria não fica só no campo operacional. O hotel realiza constantemente eventos beneficentes em prol da entidade – o mais recente foi o Chá da Vovó, que elegeu a Miss Vovó 2016, e a renda foi toda revertida para o Grupo Vida. “Levantamos essa bandeira porque sabemos da falta de interesse da iniciativa privada em ONGs de idosos. Podemos contribuir com muito mais que dinheiro. Nossa experiência à frente do Solar, sem dúvida, engrandece o Grupo Vida, e da mesma maneira aprendemos muito com eles”, conta Pedro.

Compartilhe
Escrito por
Leia mais de vero Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *