53% dos moradores contribuem financeiramente com sua religião

A enquete da VERO, feita com 700 moradores do bairro, foi direcionada por meio do site e das redes sociais. Ela dependeu de engajamento e não usou metodologia científica como a do IBGE

ContribuiçãoNa enquete feita pela VERO, 53,9% das pessoas afirmam contribuir financeiramente com a denominação religiosa que frequentam. Entre os que mais aportam, 15% doam entre R$100 e R$200 mensalmente, e outros 15%, entre R$200 e R$500. A VERO procurou os líderes das três principais denominações da região (católica, evangélica e espírita) para saber o valor arrecadado por eles. O Semeador, espírita, revelou que, entre doações, bazares e eventos, a instituição arrecada R$1 milhão anualmente. Já a IPAlpha movimenta valores na ordem de R$2 milhões ao ano. Isso inclui igreja, missões, assistência social e novos projetos. A Igreja católica não tem permissão para abrir informações financeiras. O padre Ubirajara diz que esse assunto é transparente para os fiéis.

As três denominações informaram que a principal destinação do dinheiro arrecadado são os projetos sociais do entorno e que prestam contas para o seu público por meio de conselhos e comissões formados por frequentadores.

Vale lembrar que os templos têm imunidade tributária garantida pela Constituição, apesar de precisarem declarar à Receita Federal a quantidade e a origem dos recursos todo ano. Esta, por sua vez, mantém sob sigilo os dados de cada declarante, o que impossibilita saber detalhadamente quanto de dinheiro é arrecadado por cada religião. Mas se sabe que não é pouco. Em 2011, por exemplo, os templos religiosos brasileiros (católicos, evangélicos e de outras crenças) arrecadaram, juntos, R$ 20,6 bilhões, segundos dados da Receita disponibilizados na Lei de Acesso à Informação.

Compartilhe
Escrito por
Leia mais de vero

Morador de Alphaville, Max Santana, lança livro “Acredite, vai dar certo!”

O livro foi baseado nos conceitos da metodologia ICON21, criada por ele e...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *