7 ONGs de animais para você ajudar em Alphaville e região

Por aqui tem vários grupos e ONGs que resgatam e cuidam de animais abandonados. Reunimos algumas delas para você que quer ajudar. Veja!

1 –  Projeto Hope

Há oito anos na região, o projeto começou resgatando animais, mas hoje ajuda outros “casos” com vermifugação, castração. vacinas, tratamento de trauma e etc. Os bichinhos resgatados ficam hospedados em hoteis, por isso, o custo básico de cada um é em média R$ 800. “Faço isso por amor. Sei que é pouco, “enxugamos o gelo”, mas nunca vou desistir. Muitos deles só tem a nós, e o carinho que recebemos não tem preço. Infelizmente o abandono continua sendo realidade, precisamos de leis mais severas e educação contra maus tratos”, diz Ana Gabriela dona do Projeto Hope.
Como ajudar: recursos financeiros para manter os resgatados, que custam em média 2 mil reais mês.

2 – Amor aos Animais

São 17 anos acolhendo cães e gatos necessitados. Os cachorros ficam em lares temporário e encaminhados para adoção. Já os gatos, na sede da ONG. Também atendem a população que não pode pagar consultas veterinárias e fazem campanha permanente de castração. Resgatam de 10 a 12 animais por mês e, em média, são adotados 12. A partir desse ano, não abrigam mais novos cães, apenas gatos. “​Tirar um animal das ruas e dar a ele um lar onde existe amor, essa é a nossa motivação”, diz Birgit Kherlakian, dona da Amor aos Animais.
Como ajudar: recursos financeiros para pagar os veterinários parceiros​ e a ração mensal dos nossos animais.

3 – Projeto S.AU.S

Em 2009, começaram resgatando animais em situação de risco no lixão de Santana de Parnaíba. Hoje, com lotação máxima, só acolhem bichinhos doentes e os colocam em lar temporário. São realizados exames em cada um, se detectada alguma doença, tratam. Se não, vermifugam, vacinam, castram e mandam para adoção. Tudo isso custa em torno de R$ 500 por animal. “Eles precisam de muita ajuda e amparo. Infelizmente poucos se sensibilizam com a causa animal, por isso, muitos sofrem nas ruas. Tentamos ajudar, mas precisamos de mais pessoas envolvidas”, diz Dani, dona do Projeto S.AU.S
Como ajudar: ajuda nas despesas com ração, produtos de limpeza, medicação, vacinas e veterinários.

4 – House Of Cats

Começou há 20 anos atrás resgates amadores, mas em 2016 o projeto tomou forma. Os gatinhos resgatados são avaliados pela dra. Priscila Guedes, que os vermifuga, vacina e castra. Ao todo já foram mais de 723 gatinhos resgatados, cuidados e doados. “O mais emocionante de todo o processo é quanto entregamos o gato para o adotante – essa pessoa tão especial que está dando a oportunidade  de uma vida cheia de amor a um animal abandonado. São duas vidas que se modificarão para sempre. E para melhor! diz Jacqueline Sato, dona do House Of Cats.
Como ajudar: doação de ração, areia, anti-pulgas, vermífugos, ou qualquer quantia em dinheiro. Voluntários e lares temporários também são necessários.

5 – Aubrigo 

Em Santana de Parnaíba há 17 anos, hoje abrigam 69 animais, a maioria idosos, por isso a dificuldade na adoção. O gasto mensal com cada bichinhos gira em torno de R$ 130, que inclui veterinário, castração, vacinas e vermífugos. “Devido a lotação, não estamos resgatando por ora, mas cuidamos dos nossos e ajudamos outra protetora. Nunca vamos parar, é muito difícil ver um animal em sofrimento e não fazer nada”, conta Silvia Righetto, dona do Aubrigo.
Como ajudar: recursos financeiros, manutenção do espaço, banho nos animais e voluntários.

6 – Anjos dos Bichos 

Por aqui desde de 2006, a ONG resgata, trata, vermifuga, vacina e castra os bichinhos. Por mês, o número de adoção varia de oito a 12. “A minha motivação é saber que fiz a diferença na vida daquele animal: regatei, tratei e encaminhei para um lar amoroso e seguro”, diz Renata Buono, dona da Anjo dos Bichos.
Como ajudar: desde medicamentos, casinhas, caminhas até recursos financeiros.

 

7 – SOS Pet Alpha

Surgiu por conta do abandonado de animais dentro dos residencias da região, mas desde o inicio de 2017 resgatam pela região toda. Por mês, são feitos em média 16 resgates e doações, todos eles passam por banhos, tratamentos contra pulga e carrapatos, vermifugação, hemograma, vacinação e castração, o que custa, ao todo, cerca de R$ 500.”Somos um grupo unido, nos importamos e acreditamos que podemos melhorar o ‘mundo’ através de pequenas e grandes ações. O nosso objetivo maior é educar a sociedade para que no futuro isso não se repita”, diz Ana Luisa Carboni, dona da SOS Pet Alpha.
Como ajudar: recursos financeiros e lar temporário.

Compartilhe
Leia mais de Gabriella Butieri

Com tradicional presépio, decoração de Natal de Santana de Parnaíba inaugura dia 13 de dezembro

A edição de 2018 do Natal de Luz conta com cantata, atendimento...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *