A exótica Tailândia

Confiras dicas de locais para aproveitar este lugar paradisíaco, desde uma simples feira noturna até a culinária

bangkok-complexo-de-templo
Um belo dia decidi que ia fazer um período sabático. Mas não um qualquer. Peguei a família toda e parti para a Ásia. A Tailândia foi a primeira parada. A cidadezinha de Chiang Mai tem uma feirinha noturna fantástica aos domingos. O mercado municipal é bárbaro para comprar frutas secas e, para os mais ousados, vermes.

Para apreciar o pôr do sol, vale a pena visitar o templo Doi Suthep, a vista é fantástica da cidade e o local é bem bonito.Mas a melhor parte para a aventureira foi a trilogia lahu outpost, lisu lodge e khum lana. É um roteiro de três dias na mata, em meio a povoados milenares. Dá para se hospedar numa casa verdadeiramente Lahu, conhecer vilarejos remotos e fazer aulas de culinária tradicional.

Há 5 horas de Chiang Mai fica a cidade de Sukhothai. O parque protegido pela Unesco é incrível! Pode-se alugar bicicleta para visitar o complexo de templos budistas milenares. Para quem tem tempo na Tailândia e assistiu ao filme “Ponte do Rio Kwai” – vale a pena a visita. A ponte em si, não é grande coisa, mas o arredor é bem legal. Cheio de restaurantes e lojinhas. Tem ainda o museu dos prisioneiros de guerra e o cemitério que são bem interessantes. O Floating House é uma opção diferente e bem interessante de hotel. Fica um pouco mais afastado da cidade, mas vale a pena a experiência.

Já em Bangkok, a capital da Tailândia é bem interessante. O trânsito é caótico, mas vale uma visita a pelo menos um dos vários shoppings da cidade. Um dos pontos altos são os templos. Wat Po é um complexo impressionante. Para mim, o complexo de templo e palácio mais lindo que visitamos em todo o sabático. Sem contar o buda de esmeralda e o buda deitado. Fantásticos!

tailandia

phuket-rainforest-elephant-hills2

Curiosidade

Os tailandeses, assim como praticamente todos os povos Asiáticos, são bem supersticiosos. Eles acreditam que todas as casas têm espíritos. Para mantê-los afastados, constroem uma casinha, chamada spirithouse, na entrada principal de seus lares. Desta forma eles acreditam manter estes espíritos longe, numa moradia designada a eles.

Confira mais dicas em: 5pelomundo.wix.com/blog

Claudia Godoy é mãe, esposa e apaixonada pela vida. A ex-empresária no setor de feiras de negócios, o marido e os trigêmeos de 15 anos fizeram uma viagem sabática de seis meses por 11 países da Ásia.

Compartilhe
Escrito por
Leia mais de Claudia Godoy

A exótica Tailândia

Confiras dicas de locais para aproveitar este lugar paradisíaco, desde uma simples...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *