A história de Fabio Kohatsu, dono do Jankenpô Sushi, tradicional restaurante de Alphaville

Ele está há 22 anos preparando e servindo culinária japonesa no bairro. “Prendi a fazer sushi com minha mãe, ela fazia o prato para vender”

Fabio Kohatsu

arroz japonês é a base; depois, vem o peixe cru – mas pode ser também kani, pepino; para finalizar, tudo isso é envolto com uma alga marinha fresquinha. Quando o assunto é sushi – e culinária japonesa –, Fabio Kohatsu, 54, é expert. Não é à toa que o morador de Alphaville é proprietário de um dos restaurantes japoneses mais antigos do bairro, o Jankenpô Sushi. “No Japão a tradição de fazer sushi é passada de geração em geração. Eu aprendi com a minha mãe, ela fazia o prato para vender.”

Foi em 1995 que ele começou a trabalhar como sushiman em Alphaville, na loja de conveniência Alphatem. Depois de quase dez anos, o espaço já não era suficiente para tamanha clientela. Foi aí que surgiu a ideia de abrir o restaurante. “Abrimos a primeira unidade no Centro de Apoio II, em 2004, onde estamos até hoje. Começamos com um salão de 50 lugares e, um ano depois, já estávamos alugando o segundo andar. Em 2006 inauguramos a segunda unidade, no Shopping Tamboré.

Tenho vários clientes antigos que hoje frequentam o Jankenpô. Por muitos deles sou conhecido como o Fábio do Alphatem”, conta. Para se ter uma ideia da popularidade da marca no bairro, nas duas casas são atendidos cerca de 2.500 clientes por mês. Segundo o empresário, o diferencial está em cuidar do negócio de perto. “Hoje não estou mais na parte operacional, mas não abro mão de ir três vezes por semana à Ceasa escolher os peixes que vamos servir. A receita do sushi é simples, e é por isso que precisamos ter ainda mais cuidado com a qualidade”, explica.

Atualmente o empresário está à frente da parte administrativa do negócio, mas, quando tem um tempinho, não pensa duas vezes em colocar a mão na massa. “Quando estou no restaurante, converso com os clientes, ajudo a carregar bandeja e, se precisar, vou para a cozinha.” Ao ser questionado sobre o segredo para um sushi perfeito, Fábio é direto: “O amor! O sushi é feito com as mãos e é pura energia. É igual cumprimentar alguém estressado, você pega aquele sentimento na hora, e a comida é a mesma coisa”, finaliza.

Compartilhe
Escrito por
Leia mais de Beatriz Bononi

Meta Assessoria faz controle do vencimento da CNH e infrações de trânsito para empresas de transporte

Sob o comando de Thiago Soares, empresa em Alphaville também dá todo...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *