Alphaville tá ON: 2021 começou com tudo e as novidades não param de chegar na nossa região

Nossa região foi eleita a melhor para investir no comércio. E não foi à toa. Por aqui, todos estão empenhados em apoiar o comércio local e atrair novos negócios.

fotos: Christian Castanho e Ricardo Rollo

Não é só com as grandes empresas, como Bradesco, Netflix, Decolar e Azul Linhas Aéreas, localizadas em Alphaville, que a região se destaca quando se fala em desenvolvimento econômico. Foi o movimento do comércio local – os supermercados, restaurantes, clínicas, lojas de rua, centros de compras, escritórios de serviços diversos, etc. – que levou Barueri (e toda a região de carona) a liderar o ranking das Melhores Cidades para Fazer Negócios, de acordo com o estudo anual elaborado pela Urban Systems para a revista Exame. A região foi escolhida como a melhor do país para investir no comércio, além de estar na segunda posição entre as melhores para investir no setor de serviços e a décima no mercado imobiliário. Neste estudo foi considerado o impacto da pandemia na saúde e na economia local.

No último período analisado (de janeiro a agosto de 2020), os estabelecimentos no comércio varejista cresceu 1,07% e no atacadista 7,23%.

Só para exemplificar: o que falar dos vários supermercados que chegaram de uma vez em 2020 em Alphaville? Oba Hortifruti – com duas unidades –, Super Saudável Supermercado, Farm Fresh Market e o Xavi Market. Segundo dados da prefeitura de Barueri, há registradas 34.614 empresas na cidade, sendo 4.568 novidades cadastradas em 2020. Vale destacar que em Alphaville está um terço destes negócios (11.109).

“Uma cidade precisa ter crescimento de demanda, renda média elevada e fluxo de pessoas, para que seja considerada destino de investimentos no comércio. Barueri atende a todas essas questões, além de estar inserida em uma região rica, ao lado de São Paulo, com polo de empregos qualificados, o que maximiza sua demanda. Nota-se também que apesar da crise na saúde, a economia da cidade foi menos impactada pela pandemia”, diz Willian Rigor, Diretor de Marketing da Urban Systems.

Mais negócios, mais empregos e renda

A verdade é que o mesmo que atrai grandes empresas, também atrai o comércio, o que gera um círculo virtuoso. “De uma forma geral, quanto mais negócios existem em uma cidade, mais postos de emprego são criados, mais produtos e serviços são consumidos, mais receita é gerada”, conta Vitor Palazzo, mestre em finanças e professor de pós-graduação em cursos de finanças da Fundação Instituto de Administração da Universidade de São Paulo (FIA-USP) e da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE-USP).

Quem concorda e sabe de tudo sobre Alphaville é a AREA, Associação Residencial e Empresarial do bairro, que cuida da segurança, da manutenção e também do controle de ocupação dos imóveis. Para o presidente Geraldo Michelotti, a região segue atraindo novidades e sendo um lugar de oportunidades para o comércio por muitos motivos. “Fomos favorecidos por uma urbanização e localização excelentes. A criação de “cidades dormitórios” nos municípios vizinhos ofereceu mão de obra abundante. E depois, temos incentivos fiscais no ISSQN e IPTU para a atração de grandes empresas contribuintes”, diz.

Fomentar o comércio é uma estratégia adotada há alguns anos. “Ações foram criadas para dar facilidade e suporte aos empresários no desenvolvimento de seus segmentos e a desburocratização para abertura de empresas são destaques nesse sentido”, diz a Secretaria de Comunicação de Barueri.

Outro ponto que certamente contribuiu é o fato de que há uma classe empresarial ativa e organizada por aqui. Além da AREA, a Associação Comercial e Industrial de Barueri (ACIB) fez um papel fundamental de intermediar empreendedores e a gestão municipal durante a pandemia. “Tanto no fechamento da cidade quanto na reabertura programada nós estivemos amparando, instruindo e sendo o principal distribuidor de informações ao empresariado. Mas ainda há muito a se fazer”, conta Moacyr Felix, presidente da ACIB.

Onde estão as novidades?

Além dos já estabelecidos shoppings e centros de compras e serviços, novos polos comerciais vem se formando e renovando o leque de opções por aqui. É o caso do Mackenzie Mall, Alphasítio Mall, Brascan Open Mall Alphaville e, ainda, regiões como o 18 do Forte Empresarial, Burle Marx, Green Valley e a Av. Marcos Penteado de Ulhoa Rodrigues.

Confira aqui a lista das novidades!

Marcelo Moralles, da Upgrade Imóveis, disse que a procura por pontos comerciais voltou a crescer, depois de anos de estagnação. “A demanda aumentou, principalmente, por pontos para restaurantes. E a região de Alphaville proporciona inúmeras opções de tipologia e metragem. Bairros como o 18 do Forte e o Green Valley são alguns dos mais procurados por sua infraestrutura e proximidade do centro de Alphaville”, conta.

No Shopping Tamboré, onze novas lojas foram abertas em pleno 2020 e sete novas operações já estão confirmadas para este ano. “A ideia é continuar a trazer uma gastronomia cada vez mais relevante para a região, com a manutenção de grandes restaurantes que já temos, além de novas inaugurações para o primeiro trimestre de 2021, como o Manihi Sushi, o Saj e o Manai”, conta Lidianne Brandão, gerente de marketing do shopping.

No Centro Comercial também. “Entendemos que este ano trará muitas oportunidades de novos negócios no CCA, especialmente para as áreas de prestação de serviços, consultórios médicos e comércio voltado para alimentação, que se destacou nas entregas via delivery”, conta Carolina Bonafé, coordenadora de marketing.

Quem tem atuado fortemente para captar novos lojistas é o Brascan Open Mall Alphaville. Na pandemia, o shopping criou um programa de insenção de aluguel para comerciantes. Seis novas lojas abriram por lá e já há outras previstas. “Ainda no primeiro semestre teremos mais inaugurações e vamos continuar com parceria para trazer novas lojas até o fim do ano”, diz o responsável pela parte comercial do mall, W. Ferrari.

Já o Alpha Square Mall, com foco em melhorar a prestação de serviços e, certamente, atrair mais novidades, está apostando em uma nova gestão. “Foi feita a contratação de uma empresa especializada em desenvolvimento, gerenciamento de shopping centers e soluções para varejo. E, claro, temos a abertura de novas lojas já confirmadas que prometem alavancar o setor e gerar novos empregos. Estão nos planos, por exemplo, a ampliação do Manuia SPA e a reabertura do Boliche”, diz Adriana Saad, empreendedora do shopping.

Para ficar no radar: o presidente da ACIB, Moacyr Felix, não cita nomes, mas diz que os moradores podem aguardar grandes novidades para 2021, como a chegada de hospitais, um complexo residencial e algumas rotações de endereços dos empresários locais se adequando a nova realidade. Vamos ficar de olho! 😉


Vizinhança atrativa

Já aqui do lado, na Aldeia de Barueri, fica o Parque Shopping Barueri. E por lá, além das nove lojas inauguradas, devem chegar mais quatro ainda neste primeiro bimestre. “Nós temos uma cidade estruturada e conhecida por ser uma região empresarial, que busca por melhor qualidade de vida. Isso também tem atraído novos moradores que encontram um custo de moradia mais acessível do que em São Paulo”, diz Emília Popoff, gerente de marketing do mall.

Vale citar também o Bethaville: o bairro recebeu novos empreendimentos imobiliários nos últimos anos e não para de contar com novidades, como o Pão de Açúcar, que abriu em 2020, além de restaurantes – é o caso do recém-inaugurado Alt Gastronomia –, clínicas, lojas de decoração, entre outros.

Compartilhe
Escrito por
Leia mais de Gabriela Ribeiro

7 dicas para ter o jardim dos sonhos

Sentir o cheiro das flores e ouvir o som da água que...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *