Bob Wollheim: Vale cada um de nós iluminar

Talvez a gente esteja tão, mas tão no fundo do poço desse buraco em que nós mesmos nos metemos, que a saída pode estar à vista

Vivemos tempos tensos, intensos e conturbados. Muita gente acredita que estamos em um momento de exceção; outros que, pela primeira vez, justiça está sendo feita no país. Quanta dicotomia. Seja onde estiver a verdade, vivemos tempos egoístas, autocentrados e autorreferentes. E não adianta dizer que é culpa da internet. Ela até pode ter algum efeito em nós, mas o fato real é que nós é que somos o efeito da internet. Ela nada mais é do que a nossa cara, nua e crua. Se você acha que você ficou “assim” pela internet, sinto lhe informar que, ao contrário, você já era assim, e a internet ficou assim por sua causa!

Independentemente de concordar comigo, o fato fatado, como adorava dizer minha avó Irma, é que os tempos são mesmo intensos, tensos e conturbados e autocentrados. Vale refletir. Vale acalmar. Vale ponderar. Vale pensar. Vale não brigar. Assisti outro dia a uma palestra genial do economista Eduardo Giannetti da Fonseca que versava sobre nosso Estado patrimonialista (os governos são feitos para defender os governos, e não os cidadãos, desde que por aqui os portugueses aportaram), um Estado que drena 40% da nossa renda e não consegue proporcionar o mínimo de qualidade de vida para uma enorme parcela dos habitantes do país.

Ele entende a Lava Jato como um grande momento do país (compara ela à redemocratização e ao controle da inflação) e acha que talvez a gente esteja tão, mas tão no fundo do poço desse buraco em que nós mesmos nos metemos, que talvez a saída esteja à vista. Para terminar sua fala, um tanto quanto pesada e pessimista, Giannetti lançou mão de uma frase do poeta Fernando Pessoa: “Extraviamo-nos a tal ponto, que devemos estar no bom caminho”. Vale refletir. Vale acalmar. Vale ponderar. Vale pensar. Vale não brigar. Vale cada um iluminar a si mesmo, aos próximos e a nosso país.

Compartilhe
Escrito por
Leia mais de Bob Wollheim

Bob Wollheim: Pela primeira vez, o país parece querer se passar a limpo

Para o colunista da VERO, talvez, a Lava Jato não seria possível...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *