5 coisas que amamos em Alphaville

Alphaville é a nossa casa e para comemorar os 44 anos do bairro, reunimos o que mais amamos por aqui! Confira!

1. O saruê

Nós temos uma mascote! O saruê, um pequeno mamífero – que tem mais cara de roedor –, está aqui desde muito antes da gente. É que o habitat natural dele era a Mata Atlântica que tinha por aqui, mas, como ele se adapta muito facilmente às regiões urbanas, devido à disponibilidade de alimentos e abrigo, ficou. É por isso, inclusive, que não é nada incomum pegar um bichinho desses no pulo, invadindo a casa. Mas ele é inofensivo, só ataca se se sentir ameaçado. É VERO que ele não é lindo como um coelhinho, mas até que ele não é tão feinho.

2. Letreiro

No arquivo VERO de fotografias tem várias fotos da época em que as máquinas ainda estavam fazendo a terraplanagem das ruas por aqui. E, desde lá, uma marca registrada já estava presente: nosso letreiro de Alphaville. Caro que, junto com a comunidade do bairro, não poderíamos deixar de nos apropriar dele. Nos últimos três anos, em parceria com a AREA, convidamos artistas da região para pintar e fazer arte nas letras do letreiro. A pintura permanece lá por três meses, e todo mundo adora ver o nosso bairro com um pouquinho mais de cor, não é VERO?

3. A nova pista do 18 do Forte 

O que tem nos principais parques de São Paulo e do mundo? Pista de corrida, áreas de ginástica, parquinho para as crianças e uma área recreativa para shows e outros eventos, certo? Pois, também temos um desses por aqui. É que, com ajuda de grandes parceiros da região, a pistinha do 18 do Forte está sendo revitalizada e ganhou equipamentos novinhos. “Nós e nossos parceiros enxergamos o quanto é importante melhorar a oferta de lazer e, consequentemente, a qualidade de vida dos moradores do bairro. Pouca gente sabe, mas a área total do parque é de 22.000,00 m², que não estavam sendo totalmente aproveitados pela população. Agora serão!”, diz André Bezerra, diretor da Associação Alphaville 18 do Forte. A VERO é a apoiadora oficial do projeto, ao lado de empresas como, Real Burger, Funari Paisagismo, Hospital Albert Einstein, Módena, Cipel, Bistrô Dezoito e Solar Ville Garaude. É VERO!

4. Praça Oiapoque

É na primeira praça do bairro que tudo acontece. A primeira igreja daqui, a Gruta, fica lá – e em junho tem festa junina. Por lá tem sempre um vizinho brincando com as crianças no parquinho ou passeando com o cachorro. Aos domingos também tem um senhorzinho que vende hortaliças orgânicas deliciosas. Agora, modéstia à parte, um evento bom que aconteceu por lá foram os piqueniques da VERO. A praça ficava cheia de atrações para toda a família aproveitar. Quem aí quer ver os piqueniques de volta?

5. A correria e a tranquilidade

Se de segunda a sexta nosso bairro vive como uma cidade grande – vide o alto fluxo do público flutuante (cerca de 200 mil pessoas vêm para o bairro todos os dias para trabalhar), o congestionamento da Alameda Rio Negro no horário de pico e a dificuldade para encontrar uma vaguinha para estacionar –, nos finais de semana o cenário muda bastante: a gente também sabe ser uma típica cidadezinha de interior, com ruas tranquilas e arborizadas e uma vizinhança superamiga. Por aqui a gente sempre encontra um vizinho na padaria, faz um churrasquinho na casa do outro, sem falar das tradicionais festinhas nos condomínios com a vizinhança toda. Tem coisa mais gostosa e verdadeira? É VERO!

Compartilhe
Leia mais de Gabriela Ribeiro

Com ateliê de alta costura em Alphaville, Tetela Whitaker trabalha com peças únicas e exclusivas

A estilista cria vestidos para importantes ocasiões, como casamentos, festas de formatura...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *