Cyclades: o grupo de ilhas da Grécia que você precisa conhecer

Nossos colunistas Renato Matiolli e Sarah Moreira dão dicas de Ermoupolis, Rineia, Mykonos e Ios

A verdade é que não tínhamos lido muita coisa boa sobre Ermoupolis, a capital das Cyclades. Mas acabou sendo uma linda surpresa, a gente simplesmente amou esse lugar!

Essa cidade já foi capital da Grécia e é possível ver rastros dos seus dias de glória. Ermoupolis é charmosa e não apenas na entrada do porto, a medida que você vai caminhando pelas ruazinhas internas, as lojinhas, cafés e bares vão ficando cada vez melhores. E quando você chega na praça central, você encontra um prédio lindo que é a prefeitura da cidade, uma construção maravilhosa que supostamente é uma réplica do palácio de Troy, onde Helena viveu!

1Imagem1A gente conseguiu atracar num lugar incrível, bem na frente de uns restaurantes bacanas. E o preço…. 9 Euros para ficar 24h! Demais! Mais barato que muitos estacionamentos para carros em cidades grandes como São Paulo.

Depois partimos para a ilha Rineia, perto da costa sudoeste de Mykonos. Esse é um daqueles lugares que as pessoas param quando fazem passeios de barcos saindo de Mykonos. É uma ilha deserta para relaxar, e como no dia em que estivemos lá não tinha nada de vento, foi exatamente o que fizemos, numa água que parecia mais uma piscina que mar.

E no dia seguinte seguimos para a famosa Mykonos!

A primeira parada por lá foi a praia Psarou, lugar dos ricos e famosos que gostam de festa e exibir seus inacreditáveis yacths (um deles tinha até um tobogã inflável na lateral!). Nunca vimos nada igual. A crise certamente não atingiu esse lugar…. Para quem curte uma balada, aqui você encontra praias com bares e restaurantes que garantem festa o dia inteiro, com direito a camarote e tudo…

E como essa não é muito a nossa “praia” , ficamos apenas algumas hora admirando os mega yachts, vendo aquele povo todo desfilar pela praia, e depois fomos rapidamente ancorar na praia de Ornos, que teoricamente é o lugar mais protegido dos fortes ventos para ancorar em Mykonos. Ornos é mais tranquilo, mas aqui você também encontra alguns restaurantes, bares, assim como serviço de praia que inclui aluguel de espreguiçadeiras e guarda sois.

 

k=mikonos 5Depois de quase 24h ancorados por lá, acreditamos que estávamos seguros e com a âncora bem presa, foi quando o Renato decidiu levar a nossa amiga Katherine, que estava passando uns dias com a gente, para sua primeira aula de kite numa praia lá perto. Mas quando voltamos para Ornos, o Ipanema tinha arrastado pelo menos uns 40 metros e estava prestes a bater em outros barcos e fazer um estrago sério no meio da baía. Chegamos bem a tempo de evitar o pior, voltamos a reancorar e dessa vez colocamos mais 30 metros de corrente para garantir, o que foi ótimo pois não mexemos mais até o dia de ir embora. Mas tenho que confessar que numa baía cheia de mega yachts e mais de 40 nós de vento constante, não foi nada fácil manter a calma e conseguir relaxar, ou até dormir direito a noite.

Ios é conhecida pelas suas praias nudistas e baladas… que combinação potente, não acham? A ilha é muito visitada por uma galera mais jovem, pelo menos de cabeça. Tem umas praias lindas com areia branca, onde o Feijao fez a festa! Acho que é a praia com areia e mar mais parecido com Ipanema que estivemos até agora, e o Feijão ficou louco correndo que nem maluco para cima e para baixo.

 

 

Renato Matiolli e Sarah Moreira são donos do barco Sail Ipanema. O casal – e seu cachorro – decidiu largar tudo e viver num barco.

Compartilhe
Leia mais de Renato Matiolli e Sarah Moreira

Velejando pela Dalmácia

Já ouviu falar nas Ilhas Dálmatas? Foi lá que começou a aventura...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *