Economia que não se justifica

“Nossos drones funcionam de forma automatizada em uma rota pré-determinada, transmitindo imagens em tempo real mesmo que a área tenha difícil acesso”

No primeiro momento parece bom pois você pagou menos. Mas e se o que você comprou não funciona? Saiu mais caro. É o que vem acontecendo em alguns condomínios da região. Muitas vezes a segurança é vista como custo. Não se investe e após uma ocorrência só resta lamentar. “Novas tecnologias influenciam e passam a ser desejadas. Divulgamos o benefício dos drones para a segurança patrimonial intensamente e é bom ver que a mensagem foi assimilada. Mas nos surpreende ver residenciais adquirindo drones recreativos, sem planejamento e voando duas vezes/dia. Um bom projeto analisa as necessidades, define o drone que as atende, considera contingência e manutenção. Além, claro, de regularizar o projeto conforme a lei”, analisa Marco Forjaz da Aeroscan.

“Nossos drones funcionam de forma automatizada em uma rota pré-determinada, transmitindo imagens em tempo real mesmo que a área tenha difícil acesso. O drone potencializa a vigilância fazendo uso de holofote, câmera térmica, alto falante e analítico de Inteligência Artificial para detecção de intrusos e ameaças. E os operadores são devidamente capacitados para essa função sem ter que se preocupar com manutenção ou permissões legais. Quando vejo um projeto que não considera esses fatores penso no custo que isso representa quando acontecer uma falha.”, reforça Marcelo Musselli também da Aeroscan.

Rua Bonnard, 980, bloco 23 A, 5 andar, Green Valley, (11) 94233-6435, aeroscan.com.br | @aero.scan

Compartilhe
Escrito por
Leia mais de vero

Colégio Anglo Leonardo da Vinci promove novos encontros online

Movimento de inovação e acolhimento ajuda famílias na escolha da escola
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *