Entrevista: líderes religiosos da região respondem perguntas da VERO

Saiba mais sobre o trabalho realizado por eles e suas instituições em Alphaville e região

Personagens

Na edição de junho, a Revista VERO trouxe um panorama das religiões do bairro. Como complemento, abrimos espaço aqui no site para os líderes religiosos contarem um pouco sobre o trabalho realizado por eles e suas instituições.

Estamos abertos a receber novas participações de todas as religiões. Por isso, essa página será atualizada sempre que houver respostas dos centros religiosos. As respostas serão publicadas na íntegra e sem edição.

Se você é um líder religioso de Alphaville e região e gostaria de responder a essas perguntinhas, entre em contato por e-mail: reportagem@vero.com.br.

mormonQual seu papel principal como um líder religioso?
Fortalecer espiritualmente o indivíduo e as famílias da nossa comunidade e trabalhar com amor para levar a orientação do Evangelho de Jesus Cristo para todos os lares.   www.lds.org.br

 Quais são os seus compromissos como um líder? Como é seu dia a dia?
O bispo tem a responsabilidade de cuidar do bem-estar temporal e espiritual dos membros. O serviço na igreja, aos membros e à comunidade é voluntário e acontece nos tempos livres, principalmente na parte da noite e aos finais de semana. Isso porque todos os líderes têm sua profissão e não são remunerados. As principais reuniões acontecem aos domingos, das 9 às 12 horas, na capela que há dez anos fica na Avenida marte, 361.

 Como o centro de fé, do qual, faz parte, contribui com a comunidade e o entorno?
As portas da igreja estão constantemente abertas a toda a comunidade de Alphaville para tratar de assuntos espirituais ou não. Para isso, alguns membros têm dedicado tempo e seus dons com o objetivo de proporcionar novas descobertas a quem tiver interessado em também aprender a falar inglês, tocar um instrumento musical, conhecer os antepassados ou melhorar a carreira profissional.

 Todas as semanas, de terça a quinta-feira, a capela de Alphaville fica aberta das 19:30 às 21:30 aos membros e a toda a comunidade. É neste horário que acontece os cursos de inglês e de instrumentos musicais – piano, violão e bateria. Tudo gratuito e com profissionais das áreas. Para participar das aulas de inglês os interessados devem apenas se cadastrar pelo site www.inglescomamericanos.com.br. Já para as classes de instrumentos musicais as inscrições devem ser feitas no www.projetomaisfamilia.com.br.

Para quem gosta de estudar o passado da família, a capela de Alphaville conta com um espaço chamado de Centro de História da Família (CHF). Ele funciona todas as terças-feiras, das 20 às 22 horas. Neste local os membros e não membros podem pesquisar a árvore genealógica por meio de microfilmes e de pesquisas pelo site www.familysearch.org.

O FamilySearch é patrocinado pela Igreja Mórmon e é a maior organização genealógica do mundo. Milhões de pessoas usam os registros, recursos e serviços do site e dos CHFs para aprender mais sobre sua história da família. E os números impressionam: são mais de quatro bilhões de nomes de todos os lugares do mundo incluídos no sistema. Além de Alphaville existem quase cinco mil outros Centros de História da Família pelo mundo. E, acredite, todo o serviço de pesquisa é feito gratuitamente.

Uma das grandes preocupações da Igreja Mórmon é com o bem-estar de seus membros e amigos. Para isso, criou o Serviço de Autossuficiência que é um programa voltado para emprego, educação e criação de negócio próprio. Em Alphaville o serviço é oferecido, também de graça, todas as quartas-feiras, das 20 às 22 horas. Neste local os interessados terão oportunidade de pesquisar e encontrar um emprego, aprender a fazer um currículo e receber orientação de pessoas treinadas sobre como investir na carreira e também em um negócio próprio. 

 

EF4A1662Qual é o seu papel principal como um líder religioso?
As Casas Espíritas têm um conceito bastante diferente em relação ao conceito do “líder religioso” de outras religiões. As Casas Espíritas são instituições sem fins lucrativos que normalmente tem uma organização muito semelhante ao de uma empresa privada. Possui um Conselho de Administração, um Conselho Fiscal e uma Diretoria Executiva que conduz as atividades da instituição. A Diretoria Executiva é eleita pelo Conselho e é composta de um presidente e vários diretores. O Semeador possui além da Presidência, as Diretorias Administrativa e Financeira, de Ensino, de Assistência Espiritual, de Divulgação do Evangelho, de Evangelização Infantil, de Desenvolvimento Institucional, Social e Eventos, de Assistência Social e de Patrimônio. O papel do presidente é o de conduzir as atividades de esclarecimento, assistência espiritual, ensino e assistência social, aos frequentadores da casa, de acordo com os preceitos da Doutrina, em conjunto com os diretores e os voluntários de cada diretoria, em número de 350 no Semeador.

Quais são os seus compromissos como um líder religioso? Como é o seu dia a dia?
Em Alphaville estão presentes instituições de praticamente todas as religiões: católica, protestante, evangélicas, mórmons e outras além da Espirita. A maioria delas são cristãs, que a exemplo da Doutrina Espírita, seguem os ensinamentos morais de Jesus Cristo. O Espiritismo respeita todas as religiões; afinal todas apregoam o desenvolvimento moral do ser humano. O Espiritismo tem como base a fé raciocinada e os ensinamentos trazidos pelos espíritos, através de Allan Kardec por volta do ano de 1850 na França, e contido em 5 livros chamados da codificação espírita. A doutrina espírita responde perguntas do tipo: De onde viemos? O que estamos fazendo aqui? Para onde vamos? Nessas indagações refletimos sobre o porquê de nossas aflições e dos nossos sofrimentos, a importância da transformação moral, as várias encarnações e suas provas, a vida futura, a busca da felicidade, as dificuldades das relações familiares, entre outras.

O propósito da Casa Espírita, é de um lado fornecer através de assistência espiritual, cursos e palestras, o conhecimento e o conforto a todos os frequentadores que buscam explicações para suas dúvidas e sofrimentos, e por outro lado, fornecer assistência material, por um determinado período de tempo, aqueles irmãos em condição de vulnerabilidade social e que precisam de recursos materiais para elevar sua autoestima e sua confiança até que possam ingressar no mercado de trabalho e adquirir condições para o próprio sustento e de seus familiares. É muito comum associar o Espiritismo às manifestações espetaculares tão exploradas pelos filmes de Hollywood e que renderam grandes bilheterias, e ao uso das faculdades mediúnicas por videntes que exploram a boa fé e a ingenuidade das pessoas. Numa Casa Espírita as manifestações dos espíritos têm um papel muito diferente. Elas fazem parte de um contexto muito maior em que que o objetivo principal é o desenvolvimento e a transformação moral de cada pessoa. As manifestações são importantes para que recebamos orientações de espíritos mais evoluídos para nos ajudar a compreender situações que nos angustiam, porém é a aquisição do conhecimento e nossa vontade que produzirá a revisão de nossas atitudes e de nossos comportamentos nos transformando em pessoas melhores a cada dia. O compromisso de “O Semeador” é acolher com muito carinho e compreensão todos os frequentadores que chegam a casa, criando condições para que suas dúvidas sejam respondidas e para que sejam confortados diante de suas inquietações espirituais, exercendo exatamente a essência de nossa missão.

Como o centro de fé, do qual faz parte, contribui com a comunidade e o entorno?
O Semeador tem duas frentes de atuação:

A Sede em Alphaville que oferece assistência espiritual, ensino e divulgação do Espiritismo através de cursos, palestras para adultos, crianças e jovens e que está aberto todos os dias, atendendo cerca de 1.800 pessoal semanalmente.

E o CASS – Centro de Assistência Social “O Semeador”, localizado no bairro da Fazendinha em Santana de Parnaíba, no bairro Chácara Solar, inaugurado em 2002 (há 15 anos). Seu objetivo é levar o esclarecimento, a formação profissionalizante, a valorização do indivíduo e o complemento educacional à população com elevado nível de vulnerabilidade social. O bairro onde o CASS está localizado tem população de cerca de 30.000 pessoas, correspondente a 30% da população de Santana de Parnaíba, com uma população extremamente pobre e com baixo nível de escolaridade. Atende a mais de 2.000 pessoas semanalmente. Em 2016 realizamos mais de 38.000 atendimentos em nossos projetos. Em 2017 estaremos conduzindo 22 projetos sociais: Cesta básica, atendimento a gestantes, atendimento dentário, psicoterapia, alfabetização, culinária, costura, formação de cabeleireiro e manicure, música, ballet e dois projetos de complementação educacional chamados Alicerce e Projov. Esse braço social é muito importante, porque além de fornecer amparo aos assistidos da região, estimula o exercício da caridade tantas vezes enaltecida nos ensinamentos de Jesus.

IMG_8814]Qual é o seu papel principal como um líder religioso?
Antes de ser líder, o padre é membro da comunidade. A liderança à luz da fé é exercida no serviço e na oração, para que assim, todo aquele que chega e faz parte da Igreja, encontra no padre a imagem de Cristo, Bom Pastor, de um pai que acolhe e orienta, e de um irmão que se alegra e sofre junto. A presença de um padre na comunidade faz com que ela se anime na oração e na missão de evangelizar.

Quais são os seus compromissos como um líder religioso? Como é o seu dia a dia?
São inúmeros os compromissos… Em primeiro lugar, Missa diária com o povo de Deus; atendimento de confissão e aconselhamento espiritual; batismos e casamentos (a paróquia conta com um diácono permanente, Antoninho Roberto Matheus, que também vive a vocação ao serviço e acompanha a comunidade onde celebra também, na sua grande maioria, casamentos e batismos e outros trabalhos vitais das ações evangelizadoras); visita às famílias nas suas casas e aos enfermos, tanto nas suas casas, como nos hospitais; reuniões das pastorais e de oração, tanto na igreja como nas casas de membros da comunidade; celebrações de exéquias nos velórios de falecidos da comunidade; atendimento e auxílio sacramental da Associação Beneficente Comunidade de Amor Rainha da Paz e conselheiro junto ao Movimento das Equipes de Nossa Senhora; gravação do Momento de Reflexão, um programa de TV com o evangelho do dia e uma reflexão.

Também tenho outros trabalhos junto à diocese de Jundiaí, a qual a Paróquia Bom Pastor faz parte: Membro do Conselho Diocesano de Formadores do Seminário, como Diretor Espiritual; Coordenador do Setor de Patrimônio da Diocese; Coordenador da Comissão para os Bens Culturais da Igreja;

Sendo também arquiteto: responsável pela aprovação dos projetos de construção, reforma e restauro das igrejas que fazem parte da diocese, desenvolvimento e acompanhamento de projeto arquitetônico de comunidades da diocese que solicitem.

Cada uma delas, bem como outras que se façam necessárias, há um período ou um dia da semana para que haja condições de conciliar todas essas atividades.

Como o centro de fé, do qual faz parte, contribui com a comunidade e o entorno?
Nós somos um centro pastoral importante na região, junto também com a Paróquia Nossa Senhora de Lourdes. Acolhemos e orientamos as famílias que chegam, e aquelas que somos capazes de alcançar com a missão de evangelizar. Sempre há muito que fazer! A Paróquia Bom Pastor é fundadora de um trabalho social que atende dezenas de municípios, acolhendo crianças com deficiências e suas famílias. Atualmente são 315 crianças acolhidas na Associação Beneficente Comunidade de Amor Rainha da Paz, muito conhecida já em Alphaville e região. Essa é uma vocação da paróquia, e queremos mostrar esse trabalho num nível mais amplo, chamando paróquias e benfeitores como padrinhos em nosso projeto de acolhida e reabilitação. Ainda temos trabalhos pastorais de ação evangelizadora, são quase trinta pastorais, movimentos e serviços distintos, e outros trabalhos sociais com as paróquias da região pastoral a qual pertencemos, nos municípios de Santana de Parnaíba e Bom Jesus de Pirapora.

IPALPHA_20140601_Batizado_Novos_Membros_SFSA_31Qual é o seu papel principal como um líder religioso?
Na convicção de meu chamado a liderar, meu papel é ser pastor de um rebanho que Deus me confiou, sendo instrumento para a pregação da Fé em Cristo, do testemunho da Sua Palavra (Bíblia Sagrada) e do cuidado e suporte ao necessitado.

Quais são os seus compromissos como um líder religioso? Como é o seu dia a dia?
Meu compromisso é com Deus, com a comunidade que pastoreio, e com o papel de cidadão cristão na sociedade em que vivo. Meu dia a dia compreende, durante os dias da semana, atendimento pastoral na igreja, aos que se aproximam e buscam ajuda e suporte; atendimento com visitas domiciliares, hospitalares, ou em situações de emergência e luto, além de compromissos como sacerdote em cerimonias de casamento, cerimonias publicas, etc. Nos finais de semana, temos atividades de pregação e ensino nos encontros (cultos) no Templo.

Como o centro de fé, do qual faz parte, contribui com a comunidade e o entorno?
“O Apóstolo Tiago nos ensina que a fé sem obras é morta” (Tiago 2:17) e o Apóstolo Paulo nos diz que “somos criados em Cristo para boas obras” (Efésios 2:10). Compreendemos que nossa fé deve ser manifesta através de atitudes práticas e, para isso, dentre outras atividades, realizamos atendimento pastoral de aconselhamento, visitação domiciliar e hospitalar, socorro a famílias em situações de crise e risco, suporte em momentos de luto, assistência através de terapeutas (Psicólogos) voluntários do Projeto Oásis. No entorno, atendemos a comunidade da Fazendinha, através do PROFAZ, oferecendo àquela comunidade, cursos de música, esportes, projeto de apoio à renda familiar (Sabão produzido através de óleo reciclado), informática dentre outros.

Compartilhe
Escrito por
Leia mais de Gabriela Ribeiro

Criada em Alphaville, “AlphaBier” ganha medalha em Concurso Brasileiro de Cervejas em Blumenau

Cerveja ganhou medalha de bronze em competição nacional e já se prepara...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *