Fundo Social de Solidariedade de Barueri: mais de cem mil famílias ajudadas

Em entrevista exclusiva, Sônia Furlan, primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade de Barueri, fala sobre os desafios e ações realizadas na cidade

Qual o principal problema social de Barueri?

Felizmente, temos muitos parceiros que nos ajudam a atender as principais necessidades sociais daqui. Mas, claro, temos problemas: a falta de moradia adequada é um dos principais.

Esse também foi o ponto mais crítico a ser resolvido em 2019?

Com certeza. Posso citar os casos da Chácara Marco e do Vale do Sol, onde existiam pessoas morando em condições inadequadas. Removemos cerca de 200 famílias que viviam em palafitas em um córrego. Hoje todos estão no aluguel social até a construção da moradia nova, que já está licitada.

Quais foram os resultados das ações do Fundo Social neste ano?

Arrecadamos 20 mil cobertores e muitas peças de roupas novas na Campanha do Agasalho; R$ 288.124 para o Graac com a venda de tickets para o Mc Dia Feliz; e R$ 126 mil para o AACD. Também tivemos o projeto Mães Cuidadoras, que são cursos de culinária e empreendedorismo para quem tem filho com alguma deficiência; o Bazar Solidário, em que a renda é revertida para famílias carentes; além do resgate de moradores de rua e animais abandonados.

Ao todo, quantas pessoas conseguiram ajudar?

É difícil mensurar. Só na Campanha do Agasalho foram 32 mil famílias. Além disso, atendemos cerca de 20 mil com cestas básicas, além daqueles que recebem óculos, cadeira de rodas, colchões, entre outros. Acho que, ao todo, são mais de 100 mil famílias.

Alguma ação especial está sendo preparada para este Natal?

Nosso Natal é bem tradicional: distribuímos cerca de 60 mil brinquedos. A criança precisa estar matriculada em alguma escola e, por lá, a mãe recebe um cartão vale-presente, que pode ser trocado em alguns pontos da cidade.

Considera os moradores de Barueri solidários?

Muito! Acredito que a solidariedade é o único meio que pode sanar todos os problemas, não só com doação, mas também com palavras, abraços e preocupação. E por aqui, os moradores são estimulados a praticar isso não só no Natal, um período em que todos ficam mais sensíveis, mas também durante todo o ano. E tem dado muito certo!

O que esperar de ações sociais em 2020?

Vamos manter a Campanha do Agasalho e arrecadação para o Graac, AACD e APAE. Também vamos abrir novos cursos de capacitação e estender o tempo de duração do Programa Mães Cuidadoras e Núcleo de Moda.

Como ajudar?

Basta ligar no Fundo Social de Solidariedade Estrela Guia e solicitar um carro para buscar suas doações ou se voluntariar para algum trabalho.
Contato: (11) 4199-280

Compartilhe
Escrito por
Leia mais de vero Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *