Helio Contador: “Cérebro em harmonia”

Independentemente de pensamentos filosóficos ou religiosos, uma coisa está clara e evidente: nunca se buscou a felicidade de uma forma tão intensa como nos dias de hoje

Parece que está cada vez mais difícil encontrarmos pessoas que estão em harmonia consigo mesmas, dando sinais de tranquilidade e plena consciência dos seus atos, de uma forma racional e inteligente. Não sei se é uma impressão só minha, mas parece que nos últimos 10 anos as coisas pioraram de uma forma tão radical que está muito difícil mantermos nosso cérebro trabalhando de uma forma harmoniosa e equilibrada.

Alguns falam que esse é um sinal da transição planetária que a Terra está passando e, por isso, vivemos esses momentos conturbados da nossa existência. Seria como uma reforma na nossa própria casa, só que continuamos morando nela. Você já passou por isso alguma vez? Daí pode vir a esperança em se pensar que do caos vai surgir a tranquilidade e um mundo mais evoluído.

Independentemente desses pensamentos filosóficos ou religiosos, uma coisa está clara e evidente: nunca se buscou a felicidade de uma forma tão intensa como nos dias de hoje. O grau de ansiedade e estresse que assistimos nas notícias do dia a dia nos fazem buscar qualquer caminho de vida que nos tire desse mar de angústia que acaba culminando com vários sintomas físicos e psicológicos, nem sempre agradáveis.

Em qualquer encontro de família, com amigos ou no trabalho pode-se constatar as queixas das pessoas em relação às notícias de violência, intolerância, fanatismo e desigualdades sociais que assolam nosso país e nosso planeta. Daí é um pulo para se falar sobre insônia, cansaço, dores de cabeça, nervosismo, inquietação, irritabilidade, fobias, frustrações, descontrole no consumo de alimentos e álcool, gastrite, taquicardia, agressividade e uma lista enorme de outros sintomas.

Ansiedade e depressão são consideradas as doenças do século. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem a maior taxa de pessoas com transtornos de ansiedade do mundo e o quinto maior com depressão. Uma triste posição para o país da alegria, do samba, do carnaval e do futebol.

Quando nosso cérebro começa a dar sinais que alguma coisa está errada, corremos para buscar uma solução que elimine o problema o mais rápido possível. Só que nesse momento essa solução pode não ser a das melhores, pois vem por meio de medicamentos leves, depois mais pesados e então pelas drogas lícitas ou ilícitas, que podem conduzir a transtornos graves e até permanentes. Nos primeiros sintomas, antes de chegar em uma situação drástica, devemos procurar um médico ou um terapeuta especialista nesse assunto.

Creio que a melhor maneira de nos preservarmos e nos prevenirmos desses sintomas que prejudicam nossa saúde física e mental é tomando algumas providências de curto, médio e longo prazo que vão melhorar nossa qualidade de vida de uma forma eficiente e duradoura. Nada do que vou citar aqui é novidade, só que são cuidados com o nosso corpo e, especificamente, com nosso cérebro, que exigem vontade e disciplina para serem colocados em prática. Aqui vão alguns exemplos mais populares:

– Pratique exercícios físicos regularmente;

– Busque atividades socioculturais que te deem prazer (música, dança, viagem, teatro, cinema, etc);

– Tenha uma dieta equilibrada, ingerindo bastante água (lembre-se que nosso corpo é composto por água em cerca de 70%);

– Pratique exercícios neuróbicos (para manter seu cérebro ativo);

– Durma o suficiente (durante o sono suas memórias são organizadas e consolidadas);

– Pratique meditação e controle da respiração;

– Consuma com muita moderação estimulantes como cafeína e álcool;

– Faça exames médicos com regularidade;

– Filtre a qualidade das suas leituras, sites na internet, filmes e programas na TV (isso trará mais equilíbrio para sua mente e mais domínio sobre os seus pensamentos);

No fundo, nada mais é do que você se autoconhecer, aprender quais são seus limites, suas necessidades e qual o seu verdadeiro propósito de vida. É isso que vai fazer você levantar todas as manhãs agradecendo pela vida e com vontade de viver.

A decisão é só sua…

Um abraço fraterno.

Compartilhe
Escrito por
Leia mais de Helio Contador

Helio Contador: “A comunicação e o cérebro: como se apresentar”

Confira algumas técnicas que tive contato e que podem ser muito úteis,...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *