Juliana de Lacerda Camargo: “Líderes que servem”

Visões mais antigas de liderança traziam aquela ideia de que: “manda quem pode, obedece quem tem juízo”. Hoje, os conceitos de liderança mais modernos trazem a ideia de pessoas de verdade

Hoje vamos falar sobre liderança, mas com uma abordagem diferente: liderança que serve.

Quando pensamos em liderança, nossa mente já vai praquela figura da pessoa que traz a visão, o direcionamento, a segurança… a pessoa que vai à frente enquanto os outros seguem – você é um deles?.

Visões mais antigas de liderança traziam aquela ideia de que: “manda quem pode, obedece quem tem juízo”. Hoje, os conceitos de liderança mais modernos trazem a ideia de pessoas de verdade, com qualidades e defeitos, mas que em média possuem uma gama de características e habilidades que fazem com que elas sejam tidas como referencial, ou como norte a ser seguido, além de serem pessoas que inspiram e motivam.

Mas… os grandes líderes são realmente aqueles que servem. Aqueles que entendem que sua liderança vai além de seus próprios interesses e visões, e que seu papel vai além de estabelecer o norte, de inspirar e motivar… Esses líderes entendem que seu papel também é criar o ambiente e os recursos para que aqueles que os seguem possam crescer, desenvolver e desempenhar.

Líderes que servem não são seguros apenas na hora de tomar decisões, mas são seguros quando correm o risco de serem ultrapassados por seus liderados. Líderes que servem sabem que às vezes terão que “colocar a mão na graxa”, e às vezes terão que esperar as pessoas encontrarem suas próprias respostas. Líderes que servem escutam com atenção, fazem escolhas conscientes e responsáveis, e buscam gerar benefícios que vão além de si próprios.

Dizemos líderes que servem não porque tenham uma atitude subserviente; muito pelo contrário. Líderes que servem, “servem” ao mundo, ao sistema, e a um propósito maior – o que os torna maiores do que sua própria individualidade e faz com que seus nomes sejam gravados na história.

É isso aí.

Compartilhe
Leia mais de Juliana de Lacerda Camargo

Juliana Camargo: “Acho que vi um fantasma”

Nosso cérebro cria histórias com base em nossos filtros, medos e e...
Read More

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *