Empresário e atleta de Alphaville se despede do Ironman em mundial no Havaí

Há quase 20 anos, Bruno França compete em provas de triatletismo e segue para sua segunda participação no campeonato mundial do Ironman no Havaí

Foto: Rogério Alonso

O que esperar aos 13 anos? Brincar e estudar são coisas básicas, mas Bruno França, hoje com 40, já estava ganhando seu primeiro campeonato de triátlon – esporte que combina natação, ciclismo e corrida. O empresário começou a nadar aos 6 anos e a correr aos 12. “A modalidade tinha acabado de chegar ao Brasil quando comecei a praticar. Participei de várias provas e fui campeão mineiro com 16 anos.” Aos 25 o triatleta abandonou o esporte para focar-se no trabalho. Formado em Engenharia Florestal, em 2005 Bruno abriu a Geoflor, consultoria florestal, que tem como foco o manejo sustentável dos recursos naturais. “Desde criança me virava para conseguir meu dinheiro, e, quando abri minha empresa, foi uma realização pessoal.” Os negócios estavam indo de vento em popa, mas a  saúde de Bruno nem tanto. Aos 35 anos, ele tinha 90 kg e uma vida estressante. Foi depois de uma crise que o morador de Alphaville percebeu que precisava reequilibrar a vida: voltou ao triatletismo, com um novo desafio em mente: disputar o Ironman, maior prova de triátlon do mundo. Desde então, foram cinco participações. Em outubro ele disputa pela segunda vez o mundial no Havaí, onde será sua despedida. “Treino todos os dias pela manhã. Nas segundas, quartas e sextas, nado e corro; terças e quintas, sábados e domingos, treino ciclismo.” E para seu último Ironman, Bruno tem um desejo: “Quero curtir essa prova, sem pensar em tempo”

Compartilhe
Escrito por
Leia mais de Beatriz Bononi

Vereadores de Barueri e Santana de Parnaíba: o que cumpriram nos primeiros meses de mandato

Além dos prefeitos de Santana de Parnaíba e Barueri, falamos com os...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *