Velejando pela Dalmácia

Já ouviu falar nas Ilhas Dálmatas? Foi lá que começou a aventura do casal Renato e Sarah. Confira as dicas

p1100357_fotor_green-cave_vis_croacia
Foi na Croácia onde tudo começou, onde compramos nossa atual casal, um confortável catamarã Lagoon 440, que batizamos carinhosamente de Ipanema, praia carioca onde nos conhecemos e moramos durante alguns anos. Ficamos no país por cerca de dois meses onde fizemos inúmeros amigos. O país é simplesmente lindo, cheio de histórias, gastronomia deliciosa e achamos as pessoas extremamente receptivas. Depois de equipar e deixar o Ipanema pronto para conhecermos o mundo, e de visitar todos os cantos da maravilhosa cidade de Split, zarpamos oficialmente em Maio de 2015 junto com nosso fiel companheiro Feijão e começamos nossa aventura pelas ilhas Dálmatas.

A Croácia conta com alguns destinos clássicos como Hvar, Split e Dubrovnik, que são realmente incríveis, mas há tanto mais para se ver e ser explorado! Uma das nossas primeiras paradas foi a ilha de Vis, que conta com dois vilarejos, Vis e Komiza. Nossos dias pela ilha foram muito especiais, os dois vilarejos são muito charmosos e vale muito a pena visitar o entorno dessa pequena ilha de barco, a água é cristalina e conta com alguns atrativos como a Caverna Verde, a Baía de Stiniva e um bunker de submarino da Segunda Guerra Mundial! Bem perto de Vis tem a ilha de Bisevo, vale a pena o passeio e visitar a Caverna Azul que é espetacular, uma vez lá dentro você só vê a luz entrando pelo fundo do mar, uma experiência única, e o melhor de tudo, com poucas pessoas!

A ilha de Korcula, parece uma “mini-Dubrovnik”, é cercada por uma muralha, cheia de ruazinhas de pedra mas com bem menos turistas. Recomendamos fortemente uma parada por aqui. Reza a lenda que foi daqui que Marco Polo começou suas aventuras, achamos que foi um bom sinal para nós, dois novatos aprendendo a velejar. Depois de Korcula velejamos rumo ao sul para a ilha de Miljet, que boa parte é protegida por um parque nacional. A vegetação é densa e as baías calmas, perfeitas para nadar e andar de SUP. Nossa aventura pelas ilhas Dálmatas terminou na famosa cidade de Dubrovnik, que continua linda mas cada vez mais cheia de turistas, continua valendo muito a pena visitar, mas tente ir fora da temporada.

Próxima parada, Itália!

dalmacia-1
Na Ilha de Vis vale a pena visitar a Caverna Verde, a Baía de Stiniva e um bunker de submarino da Segunda Guerra Mundial. Bem perto de Vis tem a ilha de Bisevo, onde o destaque é a Caverna Azul. “Lá dentro você só vê a luz entrando pelo fundo do mar”, conta Sarah

Na Ilha de Vis vale a pena visitar a Caverna Verde, a Baía de Stiniva e um bunker de submarino da Segunda Guerra Mundial. Bem perto de Vis tem a ilha de Bisevo, onde o destaque é a Caverna Azul. “Lá dentro você só vê a luz entrando pelo fundo do mar”, conta Sarah
Scedro é outra linda ilha do Adriático, com apenas uma dezena de casas. Muito autêntica e pouco explorada pelos turistas

A última parada obrigatória do arquipélago é a ilha de Korcula, cercada por uma muralha e cheia de ruazinhas de pedra. Reza a lenda que foi daqui que Marco Polo começou suas aventuras
A última parada obrigatória do arquipélago é a ilha de Korcula, cercada por uma muralha e cheia de ruazinhas de pedra. Reza a lenda que foi daqui que Marco Polo começou suas aventuras

Confira mais dicas no site: sailipanema.com.br

Renato Matiolli e Sarah Moreira são donos do barco Sail Ipanema. O casal – e seu cachorro – decidiu largar tudo e viver num barco.

Compartilhe
Leia mais de Renato Matiolli e Sarah Moreira

Cyclades: o grupo de ilhas da Grécia que você precisa conhecer

Nossos colunistas Renato Matiolli e Sarah Moreira dão dicas de Ermoupolis, Rineia,...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *