Wilson Medeiros: “Autoconhecimento: a senha da alta performance”

O crescimento do negócio está intimamente ligado à evolução interior de quem cuida e se responsabiliza por ele

“Conhece-te a ti mesmo”. Esta era a frase inscrita no portal do Templo de Delfos, na Grécia, santuário dedicado a Apolo, deus da luz, da razão e do conhecimento, o patrono da sabedoria.

O sábio conselho segue sendo atual e poderia muito bem figurar na porta de entrada de muitas empresas. O que não falta é doente emocional esparramado mundo afora e o corporativo não fica atrás.

Depois de dois anos de pandemia, e mais recentemente a explosão da guerra da Rússia x Ucrânia, o tema tornou-se ainda mais pertinente. As sequelas do isolamento, o medo, a angústia e o alto grau de incerteza quanto ao futuro têm assolado os profissionais, afetando o desempenho das corporações.

Muitos desses indivíduos não sabem ou desconhecem que estão “fragilizados” emocionalmente, outros desconfiam, mas não sabem como pedir ajuda. “Se eu demonstrar fraqueza, estou ferrado”, pensam. Não foi uma nem duas vezes que identifiquei esse comportamento em comitês executivos – e, confesso, também já fiz parte desse grupo, em diversas ocasiões.

Quantos líderes brilhantes sabem administrar fortunas de investimentos, conduzem milhares de pessoas e governam nações, mas não conseguem gerir  suas próprias frustrações. O balanço dessa incapacidade é aterrorizante: relacionamentos de anos sendo destroçados, carreiras interrompidas, ambições e sonhos perdidos no caminho.

Penso que a atual dificuldade em lidar com as emoções no trabalho indica um chamado a todos nós, empresários, gestores, líderes públicos, privados ou representantes de entidades de classes.

As empresas, afinal, buscam profissionais com controle emocional, habilidade que só pode ser adquirida por meio do autoconhecimento. Em outras palavras, quem não conhece a si mesmo não sabe as causas de reagir agressivamente a determinadas situações, ou porque “tudo dá errado” em sua vida ou carreira.

Autoconhecimento, então, alavanca performance? Sim, em todas as dimensões da vida. 

Entre as vantagens de ser emocionalmente inteligente, está a capacidade de elevar a automotivação e encarar desafios com segurança.

O maior desafio do corporativo, no entanto, é “como” recomendar o autoconhecimento. Percebo um tabu em torno do tema. Quantos de nós não hesitamos em dizer: “Procure um psicólogo, um terapeuta, um mentor ou profissional especializado”.

Algumas perguntas que podem ajudar no início da jornada: “O que te motiva todos os dias?”, “Qual é sua maior habilidade?”, “O que pode melhorar na sua personalidade?”. Para responder essas e outras questões, é preciso ainda estar disposto a revisitar o modo como você pensa por outros ângulos.

Vale lembrar que se autoconhecer é um processo complexo. É preciso sair da zona de conforto. Você precisa reconhecer que está com problema. Precisa se dar uma autorização interna para aceitar a ajuda. Mas ao final vale a pena porque todos os que se relacionam com você saem ganhando.

Há alguns anos, quando iniciei a minha jornada de autoconhecimento, decidi que nunca mais abriria mão deste investimento. Poder contar com um psicanalista –e só para ficar no tema do meu livro “Diferencial –Qual é o seu?”(Ed. E-Galáxia) —é um diferencial incomensurável num campo de batalha. São recursos internos que podem ser acessados para o resto de sua vida, em quaisquer circunstâncias.

Administrar a si mesmo é uma responsabilidade intransferível e indelegável. Quem administra pessoas, portanto, tem a obrigação de se conhecer. Nada pior para um gestor do que carregar o peso de ter interrompido a carreira ou o sonho de alguém por sua falta de domínio próprio, pela ausência de autoconhecimento para atenuar sua maneira de agir.

O crescimento do negócio está intimamente ligado à evolução interior de quem cuida e se responsabiliza por ele.

Por isso, não hesito em compartilhar a senha da alta performance:

 “Conhece-te a ti mesmo”.

Compartilhe
Escrito por
Leia mais de Gabriela Ribeiro

7 dicas de beleza do Studio La Belle

Que mulher não gosta de estar com o visual sempre em dia?...
Read More

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *