Em exclusiva à VERO, Carlos Jereissati fala sobre a região e tendências do varejo

Executivo também destaca os dez anos do Iguatemi Alphaville

O Iguatemi Alphaville está completando uma década no bairro. Para comemorar, conversamos com exclusividade com Carlos Jereissati. Desde 2005 na presidência da Iguatemi Empresa de Shopping Centers, onde começou em 1997, ele sempre foi incentivado pelo pai, Carlos Francisco Ribeiro Jereissati, a trabalhar nos negócios da família. A companhia é uma das maiores full service do setor, com participação em 14 shoppings, dois outlets premium, quatro torres comerciais e uma residencial, além do seu e-commerce, o Iguatemi 365. Ainda em 2021, o Iguatemi São Paulo, primeiro shopping center da América Latina, comemora 55 anos. Na entrevista a seguir, o executivo fala sobre a nossa região, o futuro do varejo neste novo cenário e revela uma novidade para Alphaville.

Por que Alphaville é importante para a marca Iguatemi?

Estar em Alphaville sempre foi um desejo. Dentro da nossa estratégia de crescimento, sempre tivemos objetivo de expandir para mercados segmentados e potenciais. Sabendo que muitos clientes do bairro visitavam nossos shoppings em São Paulo, enxergamos uma grande oportunidade para nos aproximar ainda mais do público local e levar a experiência para a região. Ao longo dos anos, conquistamos também o público do entorno, como Aldeia da Serra e Granja Viana. E a Iguatemi foi se tornando cada vez mais importante para a comunidade local, pois temos um ambiente que funciona como um meeting point, um local de convivência, onde o cliente resolve a vida com total comodidade, segurança, acolhimento e opções de serviços, compras e lazer.

Como avalia as mudanças do varejo neste contexto atual?

Em 2020, escrevi um capítulo do livro “O mundo pós pandemia”. Cá estamos, um ano depois, e posso dizer que boa parte das reflexões que pontuei já são uma realidade. Desde o início da crise, já sabíamos que não seria um momento passageiro e que teríamos impactos profundos em todos os setores, com oportunidade de nos reinventarmos e acelerarmos o processo de transformação digital das nossas empresas e da nossa vida. No caso da indústria de shoppings, foi preciso agir de uma maneira rápida diante de um roteiro que tinha apenas páginas em branco. Nossa prioridade continua sendo o apoio aos lojistas, a aproximação com o público e o rigor nos protocolos de saúde que garantiram o fluxo dos visitantes e colaboradores com total segurança. Sei também que o comportamento do consumidor vem mudando, principalmente, com a comodidade nas compras online que, sem dúvidas, é um caminho sem volta. Mas, apesar desse avanço acelerado, acredito que o varejo físico continuará sendo relevante, por isso, estamos aprimorando cada vez mais a experiência omnichannel para o nosso cliente.

Quais são as tendências futuras para o segmento de shoppings?

Acredito muito na integração dos canais. Apesar de agora o e-com-merce dominar a pauta, o varejo tem a oportunidade de repensar as lojas físicas nesta retomada, integrando mais tecnologia nos pontos de venda. Imagino que eles tendem a ser cada vez mais digitais, seguindo a tendência de uberização das lojas – a experiência de sair sem tirar a carteira do bolso. O cliente cada vez mais tem o poder sobre tudo e você tem que estar preparado pra atender e, seguindo essa linha, a humanização do digital também vem ganhando força, pois aprendemos que o atendimento virtual não elimina a necessidade de oferecer carinho e atenção aos clientes. Adicionalmente, na indústria de moda e em outros setores, a urgência para lançar freneticamente novidades está sendo questionada e, por isso, a sustentabilidade e o consumo consciente também são tendências que acompanhamos de perto.

Voltando para Alphaville, quais foram as principais ações do shopping nesta década? O que ficará na memória?

Acho que o grande marco é a forma como o Iguatemi Alphaville conseguiu se inserir na rotina dos moradores do bairro, estreitando os laços com a comunidade e se transformando num palco de grandes encontros e momentos para resolver e aproveitar a vida. Várias atrações entraram para agenda da região, como a tradicional Parada de Natal, as exposições Arena Mickey 90 Anos e O Pequeno Príncipe, e o Festival Gastronômico que, em nove edições, reuniu mais de 70 mil participantes, com boa gastronomia internacional, programação musical e atrações infantis.

Como serão as comemorações de 10 anos?

A programação de aniversário contempla diversas ações ao longo do ano. Por conta do atual cenário, priorizamos ativações digitais e de apoio à comunidade local. Até o dia 30 de junho, o Fundo Social de Solidariedade de Barueri terá o nosso apoio para arrecadação de alimentos não perecíveis, que serão doados às famílias carentes da região, ainda mais necessitadas por conta da pandemia. Estamos com um ponto de coleta no valet do shopping. E a grande novidade estamos guardando para o segundo semestre, o evento Taste the Music. Na área externa, os participantes poderão desfrutar da boa gastronomia em cabines para até quatro pessoas, seguindo todos os protocolos de higiene e segurança, podendo escolher diversas opções no cardápio para almoço, happy hour e janta

Compartilhe
Escrito por
Leia mais de vero

Emagreça usando a sua MENTE!

O inovador método Tamara Hamnle traz auxílio para quem já tentou de...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *