Entrevista com Sônia Furlan: “Nunca imaginei que cuidaria de tantas pessoas”

No mês das mulheres e dos 70 anos de Barueri, a primeira-dama fala sobre seu trabalho por aqui: só em 2018 a Campanha do Agasalho ajudou mais de 18 mil famílias da cidade


Há 36 anos, Sônia Furlan se deparou como primeira-dama pela primeira vez, quando Rubens Furlan foi eleito prefeito de Barueri em 1983. Desde então, ela tem se dedicado às causas sociais, dando assistência e criando projetos voltados aos mais necessitados da cidade. “Nunca imaginei que cuidaria de tantas pessoas”, diz ela. Hoje é presidente do Fundo Social de Solidariedade, além de estar sempre ligada às questões do meio ambiente, das mulheres, dos idosos e da causa animal. Já em casa, ela e Furlan vivem como um casal normal: disputam o controle da TV, fazem academia e cuidam dos gatos – por quem são apaixonados. “Na secretaria, adotamos cinco gatos abandonados. E em casa, cuidamos de três: Princesa, José Wilson e a Maria Eduarda.”

Confira notícias de Barueri

Quais são as suas funções no governo?
É um cargo voluntário. Estou ligada a ações sociais, que normalmente é a área com mais problemas. A mulher é mais sensível para lidar com carência, mas também tem força emocional. Com a criação do Fundo Social, a primeira-dama passou a ter um órgão ao qual é vinculada, para fiscalizar, receber doações e promover o envolvimento da comunidade.

Pode citar alguns dos principais feitos no último ano?
Algumas coisas importantes em 2018 foram a arrecadação de quase 50 mil peças para a Campanha do Agasalho, além de cobertores doados para mais 18 mil famílias daqui. Também arrecadamos R$ 384 mil para o Graacc, R$ 62 mil para a Comunidade Rainha da Paz e R$ 79 mil para a APAE Barueri.

Em quais projetos está mais envolvida atualmente?
Eu fico mais na Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, mas também estou ligada às questões das mulheres, idosos e da causa animal. Sobre projetos, posso citar os cursos de capacitação da população carente que gera renda. Também atuamos com pessoas em situação de rua, abrigando-as, com o apoio da Fundação Cáritas.

Já que estamos no mês das mulheres, quais projetos voltados para elas?
Temos os núcleos de moda, que são cursos em parceria com o Senai, além de aulas como confeitaria e estética. Outro projeto é o Empório Mães Cuidadoras, que ajuda mães de crianças deficientes. Elas aprenderam técnicas de gastronomia e vendem os produtos nos eventos culturais, Boulevard, etc. Já na Secretaria da Mulher, tem o núcleo de mamas, palestras e outras atividades.

E você participa das tomadas de decisões do prefeito?
Ele deixa eu me envolver e me convida para a maioria das reuniões. É muita coisa para ele tomar conta sozinho. Nós conversamos sobre os projetos, e eu o auxilio. Ele confia nas minhas avaliações.

Já tem novidades para 2019?
Só posso falar sobre a minha área: vamos ter mais Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), para facilitar o atendimento e cadastramento para o Bolsa Família. Além disso, teremos mais Centros Comunitários. Esses espaços possibilitam à mãe fazer cursos e trabalhar, enquanto as crianças fazem atividades culturais, esportivas e educacionais

Veja a programação de aniversário de Barueri

Compartilhe
Leia mais de Gabriella Butieri

9 dicas para presentear neste Dia das Mães

Nossas mamães merecem tudo e mais um pouco. Confira aqui várias opções...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *