Que clima é esse?

As mudanças climáticas são assustadoras, mas podem ser também uma oportunidade para um futuro melhor para a humanidade
|
vero

NÃO É preciso ser nenhum grande cientista para perceber que algo de estranho anda acontecendo com o clima na Terra. Virou uma espécie de “novo normal” assistirmos a notícias sobre o calor insuportável, chuvas e enchentes com força inédita, ciclones e ventanias, queimadas, seca extrema, nevascas históricas, entre tantas outras catástrofes ligadas ao clima, afetando diretamente um número quase incalculável de pessoas, empresas e governos ao redor do planeta.

Se antes era apenas um conceito científico, hoje a mudança climática é uma realidade. Enquanto se discute o que podemos fazer para não piorar ainda mais a situação, precisamos nos preparar para o que já está dado: uma realidade de eventos climáticos cada vez mais extremos (em intensidade) e cada vez mais incertos (fora de época e local). Isso vale para o calor, para o frio, para os ventos, chuvas, secas, e por aí vai. É o que os cientistas chamam de “adaptação” às mudanças climáticas.

“Precisamos nos preparar para uma realidade de eventos climáticos cada
vez mais extremos e cada vez mais incertos”

Embora pareça um tanto assustador, há quem diga que podemos fazer desse imenso desafio uma oportunidade para um futuro melhor. Como? Pensando as cidades e a ocupação urbana de maneira mais inteligente, melhorando os mecanismos de informaçãoe transparência à população, usando a tecnologia em nosso favor, criando produtos e serviços inovadores mais sustentáveis, fortalecendo e instrumentalizando a Defesa Civil e, por que não, finalmente despertando uma consciência global de que, embora sejamos tão diferentes em tantos aspectos, somos todos moradores de uma mesma casa chamada Terra.


André Palhano (@andrepalhano) é morador de Alphaville, jornalista e fundador da Virada Sustentável, o maior festival de sustentabilidade da América Latina, envolvendo articulação e participação direta de centenas de organizações da sociedade civil, empresas, órgãos públicos, artistas, universidades e escolas, realizado desde 2011 em diferentes capitais brasileiras.

{{ reviewsTotal }}{{ options.labels.singularReviewCountLabel }}
{{ reviewsTotal }}{{ options.labels.pluralReviewCountLabel }}
{{ options.labels.newReviewButton }}
{{ userData.canReview.message }}