Wilson Medeiros: “ERP – 10 passos para a transformação digital”

Estudo recente da Deloitte alerta para a necessidade de uma mudança de mentalidade na gestão das empresas, que é o maior desafio a ser vencido

Já não se trata mais de escolha. É preciso aderir –ou aderir– à transformação digital. No centro dessa questão está o Enterprise Resource Planning (ERP), sistema que coordena todas as operações da empresa, do estoque ao faturamento, do fluxo de caixa à gestão da contabilidade. O que os estudos observam, atualmente, é saber se a melhor maneira de fazer a transição é descartar os sistemas antigos (ERP) e começar do zero ou combinar as soluções existentes com as novidades. Tudo indica que o caminho dos especialistas passa por juntar movimentos: “A combinação de ERP com machine learning, IoT e inteligência artificial vem para aprimorar performance, experiência do usuário e criatividade”, diz Carlos Fogarolli, sócio da área de Consultoria da Deloitte e especialista em tecnologia.

Pensando na convergência entre os modelos dinossauros e novos recursos de TI, é preciso levar em conta que cada negócio tem seu estágio de maturação digital. A decisão de modernizar seu ERP, portanto, envolve pensar em qual projeto vai inspirar a transição, quais serão as metodologias e o quanto o processo vai mobilizar a empresa. Ou seja, dá trabalho, mas Fogarolli ao mesmo tempo afirma que é possível inovar a qualquer hora e em qualquer plataforma. Afinal, existem versões atuais de ERPs, como o SAP, que oferecem tudo o que uma empresa digital busca, com infraestrutura cloud e demanda mínima de customizações. Ao passo que sistemas antigos podem estar desatualizados, ter baixo nível de integração entre processos ou apresentar especificações que dificultam a interação com outras plataformas.

Levando em conta que transição digital é um momento estratégico importante, vale citar um estudo da Deloitte “Your Guide to a Sucessful ERP journey”, que revela que um total de até 75% dos projetos de ERP não cumprem todos os objetivos propostos. A pesquisa alerta para a necessidade de uma mudança de mentalidade na gestão das empresas – o maior desafio a ser vencido – e sugere 10 passos que os líderes devem tomar para aumentar o sucesso da transição.

  1. Convoque a equipe para explicar as razões e a estratégia que definiram a mudança;
  2. O projeto deve ter um líder desde o começo, com autoridade para remover os obstáculos;
  3. Mantenha os olhos no retrovisor, analisando o histórico da empresa e como o público interno reagiu a mudanças no passado;
  4. Não se precipite. O projeto deve ter estrutura clara e responsabilidades definidas antes de sair do papel;
  5. Prepare-se para mudanças de rota. As transformações em curso vão afetar o trabalho dos funcionários;
  6. Peça informações. O projeto deve contar com uma rede de comunicação formal e bem estruturada;
  7. Ensine às pessoas como aderir aos novos padrões. Uma estratégia de capacitação para o uso do ERP deve ser bem pensada para acelerar a adaptação;
  8. Mantenha-se no lado certo da estrada. O suporte aos usuários do ERP deve ser ágil e eficaz para evitar queda de performance na fase operacional do sistema;
  9. Conquiste o engajamento de todos para obter cooperação entre todas as áreas;
  10. Perder-se no meio do caminho faz parte. Todo projeto enfrenta imprevistos, que devem ser endereçados de forma assertiva, mantendo a confiança da equipe.
Compartilhe
Leia mais de Wilson Medeiros

Wilson Medeiros: “Cliente principal: O chassi da estratégia”

A descoberta estratégica de qual é o cliente principal define o negócio
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *