Renata Nunes: “Meu filho quer ser Youtuber, e agora?”

Esse comportamento que seu filho apresenta vai ser cada vez mais comum em nossa sociedade, então fique atento para entender de A a Z as variáveis dessa profissão

Seu filho(a) fica longas horas falando sobre os vídeos que ele assistiu de alguém que você nunca ouviu falar?

Ou quem sabe ele já até gravou alguns vídeos e vive repetindo que isso é o que ele gosta de fazer.

Nesse momento você provavelmente deve pensar que se trata de “apenas uma fase”, não é mesmo? Bom, talvez não seja!

Esse comportamento que seu filho(a) apresenta é e vai ser cada vez mais comum em nossa sociedade, então fique atento para entender de A a Z as variáveis dessa profissão que se tornou uma febre entre os “nativos digitais”.

O que são Youtubers?

Youtubers são pessoas que produzem vídeos para plataforma Youtube e, com isso, podem construir uma audiência e ganhar dinheiro com ela.

Podemos comparar essa profissão como a de um “astro de TV”, mas a principal diferença aqui é que ele pode construir seu próprio “canal de TV”, conquistar audiência e até obter retorno financeiro sozinho, ao contrário dos atores da TV, que precisaram passar por testes e mais testes para conseguir papéis específicos.

Leia também: “O que os games me ensinaram sobre liderança”. 

Como funciona essa profissão

Não existe ainda uma faculdade para ser youtuber, mas alguns conhecimentos e habilidades de marketing digital e audiovisual são essenciais na hora de divulgar os conteúdos.

É muito importante entender que todos os Youtubers que conseguem “rentabilizar” seu canal, tratam isso como uma profissão de verdade, e se especializaram nas habilidades essenciais para conseguir evoluir como Youtuber.

Dia a dia de um Youtuber

O primeiro passo fundamental para “ser Youtuber” é criar um canal no Youtube youtube.com.br e começar a publicar os vídeos. Mas fique atento ao tipo de conteúdo que ele vai publicar!

O fator principal do sucesso hoje na internet é a qualidade do conteúdo e a escolha de um nicho e público-alvo para atuação.

O dia a dia de seu filho (a) vai ser similar ao de uma agência de marketing digital planejamento de conteúdo, definição de temas e conteúdo que devem ser publicados, e até um cronograma para garantir que a audiência dele continue engajada com o canal.

Ele também vai ter que se desenvolver na produção de vídeos, peças de design, textos que devem acompanhar as publicações e também na compra de anúncios na internet para aumentar o alcance dos vídeos.

Apesar de parecer fácil à primeira vista, esta é uma profissão que pode se tornar bastante estressante, cheia de pressões por todos os lados, e muita coisa deve ser considerada para que ele consiga transformar o hobbie em algo rentável. Já que estamos falando de profissões, confira aqui algumas que vão sumir com o avanço da tecnologia. 

Quanto ganha um Youtuber?

Agora vamos responder a informação mais curiosa sobre essa profissão:

Quanto ganha por cada visualização no Youtube?

Essa é a principal dúvida dos iniciante na plataforma.Hoje, o Youtube paga U$1 (1 dólar) a cada 1.000 acessos. Assim, para calcular um valor aproximado e o esforço necessário, veja a lista abaixo:

  • 1.000 visualizações = $1 dólar (cerca de R$ 3,83 na cotação do dia 10.04.19)
  • 10.000 visualizações = $10 dólares (cerca de R$ 38,30)
  • 100.000 visualizações = $100 dólares (cerca de R$ 383,00)
  • 1.000.000 visualizações = $1.000 dólares (cerca de 3.830,00)

Com essa lista já conseguimos estimar o quanto de divulgação deve ser realizada para o Youtuber conseguir alcançar um número de visualizações que renda um valor mensal capaz de prover o seu sustento.

Além disso, a plataforma utiliza um algoritmo que muda constante.

Isso significa que com as mil visualizações não necessariamente você ganhará um dólar, porque o algoritmo do Youtube só contabiliza quem assistiu ao conteúdo e clicou ou assistiu a pelo menos 30 segundos de um anúncio disponibilizado em seu vídeo.

Agora você já tem uma ideia de quão sério ele precisa ser para transformar essa vontade em profissão.

“Mas o que devo fazer em relação a isso? Incentivo meu filho(a) a seguir com esse sonho?”

O que fazer à respeito?

Meu conselho para os pais é considerar os prós e contras da profissão, ter uma conversa aberta com seu filho(a) sobre os pontos abordados acima e identificar se esse esforço faz sentido a médio e longo prazo para ele(a).

Se mesmo assim, após apresentadas todas as variáveis, ele se mostrar disposto a “embarcar nesse desafio”, comece incentivando as gravações com celular, de forma mais caseira, antes de investir em câmeras profissionais.

Existem “Kits para Youtubers” disponíveis para comprar por um valor acessível na internet, os quais contém tripé para celular, iluminação de mesa e outras coisinhas interessantes.

Estimule a criação de um cronograma e definição de público-alvo como falamos acima e acompanhe o progresso.

Mas atenção, se seu filho ficar famoso: não esqueça de quem te ajudou com esse texto, ok?! 😉


Gostou? Leia mais artigos de Renata Nunes aqui. 

 

Compartilhe
Escrito por
Leia mais de Renata Nunes

Renata Nunes: “O que você precisa saber sobre a maior polêmica do Facebook”

Está por dentro do caso Cambridge Analytica? Entenda o que aconteceu e...
Read More

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *